GUERRA AO MOSQUITO

Imóveis abandonados recebem ação de combate ao Aedes aegypti

Agentes de endemias acompanhados de chaveiros vistoriam os locais

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 29/02/2016 às 11:00
Foto: Margarida Azevedo/JC
Agentes de endemias acompanhados de chaveiros vistoriam os locais - FOTO: Foto: Margarida Azevedo/JC
Leitura:

Agentes de Vigilância Ambiental e Controle de Endemias do Recife começaram nesta segunda-feira (29) a visitar imóveis abandonados da cidade acompanhados por um chaveiro. A medida, que conta com uma parecer emitido pela secretaria de Assuntos Jurídicos, permitirá que os agentes entrem nos imóveis abandonados de forma compulsória e eliminem possíveis focos do mosquio Aedes agypti. O bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, é o primeiro a receber visita da equipe de agentes.

De acordo com a prefeitura do Recife, a situação de emergência decretada na cidade e o interesse público no combate ao mosquito trasmissor da febre chikungunya, do zika vírus e da dengue se colocam acima do interesse privado dos proprietários dos imóveis. Dessa forma, após visita na mesma localidade por 3 dias distintos, os agentes estão autorizados a entrar nos imóveis de forma forçada fazendo inclusive uso de equipamentos.



Nos casos em que não seja verificado o abandono do imóvel, mas que os proprietários dificultem ou impeçam o acesso dos agentes, a Procuradoria Judicial da secretaria de Assuntos Jurídicos do Recife fica responsável por tomar as providências para conseguir uma autorização judicial.


O trabalho dos agentes da Vigilância Ambiental conta com apoio de homens do exército e, além do bairro do Ibura, se estenderá aos oito distritos sanitários do Recife.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias