PESQUISAS

Facepe lança edital para estudos sobre o vírus zika

Propostas podem ser submetidas até o dia 30 de março. O investimento total é de R$ 1 milhão

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 01/03/2016 às 10:16
Foto: Fernando da Hora/JC Imagem
Propostas podem ser submetidas até o dia 30 de março. O investimento total é de R$ 1 milhão - FOTO: Foto: Fernando da Hora/JC Imagem
Leitura:

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) lançou nesta terça-feira (1°) o edital para Estudos e Pesquisas para Políticas Públicas Estaduais – Apoio Emergencial para Estudo do Vírus Zika. As propostas podem ser submetidas até o dia 30 de março. O anúncio foi feito durante o workshop sobre o vírus zika realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que reúne pesquisadores na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, na manhã desta terça (1°).

O investimento total nos projetos é de R$ 3 milhões com propostas de até R$ 100 mil e duração de até 18 meses. O edital é direcionado a grupos de pesquisa que estejam desenvolvendo atividades relacionadas ao estudo do vírus dentro das seguintes áreas temáticas: Análise da competência vetorial, Estudos epidemiológicos, Diagnóstico e validação, Plataformas inteligentes para monitoramento e integração das informações.

WORKSHOP - O curso promovido pela Fiocruz acontece entre esta terça (1°) e a quarta-feira (2). Entre os 22 temas abordados estão Complicações relacionadas ao zika vírus; Zika congênita: epidemia ou "tsunami sanitário?"; A emergência do zika nos últimos 70 anos; Desafios na pesquisa de arbovírus; Epidemiologia da microcefalia no Brasil e Competência vetorial para zika em culicídeos vetores.  

 

No evento, o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, ressaltou a colaboração da pasta no combate ao zika. "Se somos parte do problema, queremos também ser parte da solução", disse.

O diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Claudio Maierovitch, também está presente no workshop, e comentou o desenvolvimento de pesquisas sobre o vírus. "É importante ganhar velocidade na capacidade de transformar conhecimento em ação", disse.

 

Últimas notícias