Saúde

Idoso de família contaminada por botulismo faleceu neste domingo

José Ronaldo morreu em um hospital particular do Recife. Sua esposa segue internada. Doença é causada por bactéria presente em alimentos enlatados mal conservados

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 25/03/2018 às 20:08
Foto: Pixabay
José Ronaldo morreu em um hospital particular do Recife. Sua esposa segue internada. Doença é causada por bactéria presente em alimentos enlatados mal conservados - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

Atualizada em 21h28

Uma das três pessoas da mesma família, contaminadas em janeiro por botulismo após uma almoço, veio a óbito na madrugada deste domingo (25).

José Ronaldo, de 69 anos, um dos idosos contaminados, teve a morte confirmada por um neto da família. Ainda não há informações sobre as complicações no quadro que levaram à morte, mas, de acordo com a família, o idoso faleceu em um dos hospitais da Hapvida. A assessoria do hospital não se posicionou sobre o caso. De acordo com o familiar, o enterro será realizado na manhã desta segunda-feira (26), às 11h no cemitério de Santo Amaro, no Centro do Recife.

A esposa de José Ronaldo, Lúcia Barbosa, de 65 anos, permanece internada. A terceira pessoa contaminada, o filho do casal, já recebeu alta. A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Saúde do Estado, que afirmou não ter recebido nenhuma notificação sobre o óbito.

A família foi internada, à princípio, no hospital Oswaldo Cruz em janeiro deste ano. A suspeita era de que o casal e o filho teriam sido infectados após ingerirem uma torta de frango feita num almoço por um dos contaminados no dia 1º de janeiro.

Contaminação

O botulismo é uma doença neuroparalítica grave que não é transmitida entre pessoas. Ela é resultante da ação de uma toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum. A toxina causa uma paralisia que começa na face e pode se espalhar por outros membros.

De acordo com o médico infectologista Philipe Prohaska, a toxina botulínica é gerada por uma bactéria presente em alimentos embutidos mal conservados. Por esse motivo, ao comprar alimentos enlatados, é importante checar a vedação e armazenamento do produto.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias