CRÍTICA

Blog abre o debate sobre o teatro

Criado pela atriz e jornalista Duda Martins, o Meros Espectadores reúne opiniões do público e dos artistas

Eugênia Bezerra
Eugênia Bezerra
Publicado em 17/02/2013 às 6:00
Leitura:

Depois de assistir a um espetáculo, é comum sair ouvindo as considerações da plateia. Só que esses comentários às vezes ficam restritos ao hall do teatro, a conversas entre amigos ou comentários nas redes sociais. Mas, junto com o blog Meros Espectadores (www.merosespectadores.wordpress.com), criado pela atriz e jornalista Duda Martins, nasce uma oportunidade de reunir estas observações de maneira que mais pessoas possam participar do debate e aprender com ele. Este "blog de críticas por não críticos", como a própria Duda define, já começou a receber colaborações.

Duda trabalhou no Caderno C e participou do Seminário Internacional de Crítica Teatro e da Mostra Capiba de Teatro como crítica convidada. "O blog surgiu de uma curiosidade antiga, de saber o que outras pessoas, além de mim e dos meus amigos, tinham achado das peças. Porque quando existe um crítico, é a visão dele e fim. Mas quando se abre um espaço para outros expressarem livremente as suas impressões, eu creio que todo mundo ganha", afirma Duda.

"São vários olhares, vindos de cabeças diferentes. O blog é também um ótimo contraponto ao pouco espaço que temos nos jornais para a crítica cultural. A internet é um campo ilimitado. Ou seja, alguém criticou Olivier e Lili: uma história de amor em 900 frases, a peça de Rodrigo Dourado. Mas quase 30 pessoas ainda puderam expressar suas opiniões no mesmo espaço. Isso é incrível", continua a jornalista.

"Tenho uma ideia muito pretensiosa de fazer o público comum se interessar por teatro. Quando ele se sente alvo da construção de uma peça, e ainda parte da repercussão que ela pode gerar, o teatro passa a ser mais democratizado e essa é a palavra de ordem pra mim enquanto atriz. Cansei de ir aos teatros do Recife e ver sempre as mesmas figurinhas. Que é ótimo que estejam lá, incentivando etc., mas não acho que o nosso teatro deve morrer sendo visto sempre pelas mesmas pessoas", reflete a jornalista.

A contribuição do blog não é só atrair o público para ver as peças, mas também incentivá-lo a expressar opiniões, observar a dos outros, concordar, discordar, encontrar novas possibilidades de interpretar o que vê em cena. Este exercício de construir (e ouvir) uma crítica coletiva também é positivo para o os artistas. "Particularmente, não concordo com o teatro que é ensimesmado, autossuficiente. Ou seja, aquele teatro é feito para agradar aos seus próprios fazedores. Admiro sem tamanho o teatro que é feito para os outros, para acrescentar algo à vida dos espectadores, fazer pensar, refletir e até mudar. E ninguém melhor do que o próprio público para ser o termômetro desse êxito. Na minha humilde opinião, a opinião do público deveria ser a que interessa para as companhias, e elas, de alguma forma, deveriam correr atrás disso", reflete.

No começo do blog, ela convidou os colaboradores e a maioria escolheu a peça que gostaria de assistir (para alguns, Duda fez sugestões). Depois, a blogueira começou a receber contatos de gente interessada em participar do projeto (as pessoas podem entrar em contato pelo merosespectadores@gmail.com). O blog oferece o ingresso e o autor envia o texto no dia seguinte.

Duda explica não há um tamanho definido para os textos, mas só aceita críticas construtivas e não aquelas "que claramente queiram detonar alguma produção". O espectador também pode enviar fotos dos espetáculos, como fez Breno Fittipaldi, que escreveu sobre a peça Duas mulheres em preto e branco. A crítica dele será publicada neste domingo (17/2).

Infográfico

Os primeiros colaboradores do blog

O texto completo está no Caderno C deste domingo (17/2), no Jornal do Commercio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias