Teatro

Peça de Matheus Nachtergaele abre o Janeiro de Grandes Espetáculos

Classificado como arrebatador pela crítica teatral, o texto e construído a partir das cartas e poemas da mãe do ator

Bruno Albertim
Bruno Albertim
Publicado em 05/12/2015 às 18:48
Foto: Chico Porto/JC Imagem
Classificado como arrebatador pela crítica teatral, o texto e construído a partir das cartas e poemas da mãe do ator - FOTO: Foto: Chico Porto/JC Imagem
Leitura:

Ameaçado pela queda de patrocínio, o Janeiro de Grandes Espetaculos está costurando um apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS) e já confirmou a grande atração para a abertura da próxima edição do festival internacional de artes plásticas no Recife. No dia 8 de janeiro, o ator Matheus  Nachtergaele sobe ao palco do Santa Isabel para encenar o monólogo Processo de Conscerto do desejo, escrito assim mesmo, com 'sc'- segundo o ator, com s de conserto e c de cantar.

Grande sensação da atual temporada carioca de teatro, na peça Matheus trata da ausência da mãe. Maria Cecília suicicidou-se quando ele tinha apenas três meses de idade. No Rio, Mateus tem dito que o monólogo criado especialmente para o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana é uma forma de transformar a neurose pela perda trágica e precoce da mãe em poesia de compartilhamento coletivo. Classificado como arrebatador pela crítica teatral, o texto e construído a partir das cartas e poemas da mãe, pontuados pelas canções de que ela gostava.

Atualmente, Matheus está entre o Rio de Janeiro e a cidade mineira de Mariana, onde participa das gravações do novo filme do cineasta pernambucano Jura Capela, uma adaptação de uma peça de Nelson Rodrigues. Matheus, diz Jura, estava com muita vontade de trazer a peça ao Recife quando foi surpreendido com o convite do Janeiro de Grandes Espetáculos. Ontem, contudo, o ator suspendeu os compromissos pre-agendados para viver o luto subito pela morte de Marilia Pêra. "Ele tinha, aliás, tem, muita admiração pela Marilia, e preferiu ficar reservado", disse Jura, por telefone.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias