Mata Sul

Anunciada segunda edição do festival Arte na Usina

A partir do dia 11, mais de 15 artistas do País ocupam a antiga usina Santa Terezinha, transformada em centro de arte contemporânea

Bruno Albertim
Bruno Albertim
Publicado em 05/11/2016 às 6:21
Divulgação
A partir do dia 11, mais de 15 artistas do País ocupam a antiga usina Santa Terezinha, transformada em centro de arte contemporânea - FOTO: Divulgação
Leitura:


Há dois anos, Bruna e Ricardo Pessoa de Queiroz receberam um convite para conhecer Inhotim, o museu mineiro que ganha musculatura como o maior centro de arte contemporânea do Brasil. Seria apenas um passeio pelo lugar sui generis onde obras e natureza dialogam de uma forma rara - e impactante - no País. Não foi. De volta ao Recife, sentiram uma vontade já incontornável de replicar, de alguma forma, o que experienciaram.


A vontade vai se materializando em projeto: em parceria com a produtora Bárbara Maranhão, eles realizam a segunda edição do festival Arte na Usina, o ponto mais evidente de uma revolução algo silenciosa que vem transformando o fogo morto da antiga Usina Santa Terezinha, fundada pelo bisavô de Ricardo ainda em 1926 e que, com os humores perversos do mercado canavieiro, parou a moagem no início dos anos 1980. Agora, a usina do município de Água Preta, a 100 quilômetros, do Recife, moi arte. Contemporânea.


Se, ano passado, o encontro com artistas serviu mais como brainstorm para confirmação da potência do lugar, este ano, o evento está mais nitidamente organizado como um festival. Entre os dias 11 e 20 de novembro, a usina, desativada há 15 anos, recebe, em oito modalidades artísticas, shows, performances, filmes, palestras e exposições. São mais de 15 artistas do País.(veja programação completa abaixo).


“O Festival é o ponto alto de uma programação que acontece durante todo o ano, buscando inserir a Usina Santa Terezinha dentro de um roteiro turístico na região, reativando as engrenagens econômicas do local”, diz Bruna. O festival, aliás, surgiu depois que os idealizadores conheceram o consolidado festival da Serrinha, em São Paulo - daí o residente José Rufino dividir a curadoria do evento com o paulistano Fábio Delduque. Pela programação distribuída diariamente entre as 9h e 21h, desfilarão nomes como Ronaldo Fraga, José Rufino, Alice Ruiz, Laura Vinci, Hugo França, Silvério Pessoa, Adiel Luna, Sagrama, Helder Vasconcelos e Leda Catunda.


O festival é, de fato, apenas uma espécie de culminância da nem tão pequena revolução naqueles sete mil hectares de terra. Durante todo o ano, cerca de 70 crianças da (pequena e bem preservada) vila local tem aulas permanentes de música. “Desde o começo, o envolvimento com a comunidade tem sido muito rápido”, diz Bruna. Tanto que, para viabilizar a ida de pessoas de fora, o festival já conta com hospedagens no estilo “pousada domiciliar” disponibilizada pelos moradores do entorno (opções de leitos e casas podem ser acessadas no site www.usinadearte.org, e o trâmite de reserva se dará por meio de articulação direta entre hóspede e cicerone).


No meio da propriedade, nas bordas da casa-grande de inspiração fiorentina, um jardim botânico de 29 hectares vai, pouco a pouco, sendo plantado para abrigar mais de 500 espécies diferentes por onde, no futuro, obras de grandes dimensões repousarão. Quando o projeto de transformar a Santa Terezinha em centro de arte começou a se estruturar, José Rufino foi escalado como curador. “Nossa ideia é que tenhamos aqui artistas não porque são famosos ou festejados, mas que possam dialogar sinceramente com o hiato entre opulência e decadência, fluxo e descontinuidade que esse lugar sugere”, diz ele, responsável pela conversão de elementos da meborabília da usina em obras que evidenciam essa poética. Dos atuais residentes na usina, Márcio Almeida, por exemplo, está construindo um labirinto de grandes dimensões numa das colinas da propriedade. “A obra se justifica numa ficção que criei sobre quatro ninfas que, fecundas, deram origem a este lugar”, poetiza.

PROGRAMAÇÃO
11/11 – Sexta
Noite | 20h – Show - Sagrama
12/11 – Sábado
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
Noite | 18h – Curta Amigos na Diferença, produzido na Safra 2015 (entrega dos DVDs)
19h – Filme Expedição Serrinha na UST de Beto Brant
20h – Show - Adiel Luna e Bule-Bule
13/11 – Domingo
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
Tarde | 15h às 17h – Oficina Ressignificação de Resíduos Vegetais com Hugo França
Noite | 19h – Curta Ô de Marcelo Coutinho
19h30 – Filme Som Ao Redor de Kleber Mendonça
14/11 – Segunda
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
9h às 12h – Oficina Pintura Expandida com Leda Catunda
9h às 12h – Oficina Pulso Presença com Helder Vasconcelos
Tarde | 14h às 17h – Oficina Haikai com Alice Ruiz
14h às 17h – Oficina Ressignificação de Resíduos Vegetais com Hugo França
15/11 – Terça
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
9h às 12h – Oficina Pintura Expandida com Leda Catunda
9h às 12h – Oficina Pulso Presença com Helder Vasconcelos
Tarde | 14h às 17h – Oficina Haikai com Alice Ruiz
Noite | 19h – Mesa Mediação na Arte com Fábio Delduque, Diógenes Moura e Joana D’Arc
22h – Monólogo Não Danifique os Sinais com Diógenes Moura
16/11 – Quarta
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
9h às 12h – Oficina Pintura Expandida com Leda Catunda
9h às 12h – Oficina Pulso Presença com Helder Vasconcelos
Tarde | 14h às 17h – Oficina Haikai com Alice Ruiz
14h às 18h – Oficina Pequenas Construções Tridimensionais com Laura Vinci
14h às 18h – Oficina Dance Yoga com Lu Brites
Noite | 19h – Mesa Arte como Transformação com José Rufino, Bitu Cassunde e Zé Luiz Passos
21h – Cine Performance Brasil S/A com trilha sonora ao vivo de Benjamim Taubkin
17/11 – Quinta
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
9h às 12h – Oficina Pintura Expandida com Leda Catunda
9h às 12h – Oficina Pulso Presença com Helder Vasconcelos
Tarde | 14h às 18h – Oficina Pequenas Construções Tridimensionais com Laura Vinci
14h às 18h – Oficina Dance Yoga com Lu Brites
14h às 17h – Oficina Croquis e Memória Gráfica com Ronaldo Fraga
Noite | 19h – Mesa Popular e Erudito com Marcelo Coutinho, Leda Catunda e Helder Vasconcelos
21h – Show – Siba
18/11 – Sexta
Manhã | 9h às 13h – Oficina Ampliação do Olhar com Camila Leão
9h às 12h – Oficina Pintura Expandida com Leda Catunda
9h às 12h – Oficina Pulso Presença com Helder Vasconcelos
Tarde | 14h às 18h – Oficina Pequenas Construções Tridimensionais com Laura Vinci
14h às 18h – Oficina Dance Yoga com Lu Brites
14h às 17h – Oficina Croquis e Memória Gráfica com Ronaldo Fraga
Noite | 19h – Palestra com Ronaldo Fraga
21h – Show – Bandavoou
19/11 – Sábado
Manhã | 9h às 13h – Montagem da Exposição
Tarde | 14h às 18h – Oficina Pequenas Construções Tridimensionais com Laura Vinci
15h – Concentração do Boi Marinho
17h – Desfile do Boi Marinho com Helder Vasconcelos
Noite | 20h – Performance Alunos com Lu Brites
22h – Show – Silvério Pessoa
20/11 – Domingo
Manhã | 10h – Abertura da Exposição Arte na Usina Safra 2016.

Últimas notícias