MUDANÇA

Classificação indicativa de Aquarius cai para 16 anos

Ministério da Justiça atendeu ao recurso da Vitrine Filmes, distribuidora do local

JC Online
JC Online
Publicado em 01/09/2016 às 15:36
Reprodução
Ministério da Justiça atendeu ao recurso da Vitrine Filmes, distribuidora do local - FOTO: Reprodução
Leitura:

O Ministério da Justiça reduziu a classificação indicativa do filme Aquarius, que entra em cartaz nesta quinta-feira (1/9), para impróprio para menores de 16 anos - após uma grande discussão e um recurso da distribuidora da obra, a Vitrine Filmes. O diretor do longa-metragem, Kleber Mendonça Filho, comentou a decisão pelas redes sociais: "Justiça acaba de ser feita", escreveu o pernambucano.

Anteriormente, Aquarius havia sido considerado como contra-indicado para menores de 18 anos pela Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), que justificou a decisão afirmando que havia cenas de sexo explícito e nudez no longa-metragem. No entanto, filmes lançados recentemente, como Boi Neon, de Gabriel Mascaro, e Tatuagem, de Hilton Lacerda, por exemplo, não ficaram na mesma categoria. 

REPERCUSSÃO

A decisão gerou polêmica e surgiu a suspeita de que Aquarius poderia estar sendo perseguido por causa do protesto contra o impeachment da presidenta Dilma feito pela equipe do longa-metragem durante o Festival de Cannes, em maio de 2016. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias