Oscar 2017

Pequeno Segredo é o representante brasileiro para o Oscar 2017

Longa-metragem de David Schurmann foi anunciado nesta segunda-feira pelo Ministério da Cultura

JC Online
JC Online
Publicado em 12/09/2016 às 14:05
Reprodução
Longa-metragem de David Schurmann foi anunciado nesta segunda-feira pelo Ministério da Cultura - FOTO: Reprodução
Leitura:

Pequeno segredo, de David Schurmann, é o representante brasileiro na disputa por uma vaga entre os cinco indicados à categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira do Oscar 2017. A obra escolhida foi anunciada pelo Ministério da Cultura (MinC) nesta segunda-feira (12/9), em um evento realizado na Sala Cinemateca Petrobras na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

O encontro começou com uma reunião da comissão responsável por selecionar o concorrente do Brasil entre os 16 inscritos (abaixo, a lista completa) - A Hora e a Vez de Augusto Matraga saiu da lista pois foi lançado fora do período determinado pela Academia norte-americana (que era de 1° de outubro de 2015 a 30 de setembro de 2016). A comissão foi composta por Adriana Scorzelli Rattes, Luiz Alberto Rodrigues, George Torquato Firmeza, Marcos Petrucelli, Paulo de Tarso Basto Menelau, Silvia Maria Sachs Rabello,  Sylvia Regina Bahiense Naves, Carla Camurati e Bruno Barreto.

O drama O Pequeno Segredo é inspirado em uma história real e o roteiro escrito por Marcos Bernstein, Victor Atherino e David Shcurmann é centrado em uma menina e três mulheres que compartilham um segredo. As atrizes Julia Lemmertz e Maria Flor estão no elenco.

 

 

PROCESSO

Os diretores Aly Muritiba, Anna Muylaert e Gabriel Mascaro decidiram retirar seus filmes (respectivamente Para Minha Amada Morta, Mãe Só Há Uma e Boi Neon) da concorrência pela vaga por questionar a legitimidade da comissão constituída pela Secretaria do Audiovisual. 

A questão no meio audiovisual ganhou corpo com a escolha do crítico Marcos Petrucelli para integrar a comissão, pois ele havia feito críticas publicamente a Aquarius (antes de vê-lo) e insinuações sobre a equipe do filme, quando esta fez um protesto durante a exibição da obra no Festival de Cannes afirmando que um golpe de estado estava em curso no Brasil. O diretor Kleber Mendonça Filho respondeu às acusações com uma carta aberta.

Com a legitimidade da comissão sendo questionada, a atriz Ingra Liberato decidiu deixar o grupo: "Me retiro em respeito a minha própria tribo, lamento profundamente esse conflito e torço para que nova comissão encontre legitimidade", justificou. O cineasta e produtor Guilherme Fiúza Zenha também optou pelo desligamento, mas afirmou que a decisão foi tomada por questões pessoais. 

O Secretário do Audiovisual, Alfredo Bertini, decidiu manter Petrucelli na comissão.


FILMES INSCRITOS PARA A SELEÇÃO DO INDICADO BRASILEIRO AO OSCAR 2017

- A Despedida, de Marcelo Galvão

 

- Mais Forte que o Mundo, de Afonso Poyart

 

- O Outro Lado do Paraíso, de André Ristum

 

- Pequeno Segredo, de David Schurmann

 

- Chatô - O Rei do Brasil, de Guilherme Fontes

 

- Uma Loucura de Mulher, de Marcus Ligocki Júnior

 

- Aquarius, de Kleber Mendonça Filho

 

- Nise - O Coração da Loucura, de Roberto Berliner

 

- Vidas Partidas, de Marcos Schetchman

 

- O Começo da Vida, de Estela Renner

 

- Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil, de José Belisario Cabo Penna Franca

 

- Tudo que Aprendemos Juntos, de Sérgio Machado

 

- Campo Grande, de Sandra Kogut

 

- A Bruta Flor do Querer, de Andradina Azevedo e Dida Andrade

 

- Até que a Casa Caia, de Mauro Giuntini

 

- O Roubo da Taça, de Caito Ortiz

Últimas notícias