Protesto

Em Berlim, diretor Marcelo Gomes critica Temer: "governo ilegítimo"

Pernambucano disse que Brasil vive momento obscuro e foi ovacionado

JC Online com agências
JC Online com agências
Publicado em 16/02/2017 às 18:57
John MACDOUGALL/AFP
Pernambucano disse que Brasil vive momento obscuro e foi ovacionado - FOTO: John MACDOUGALL/AFP
Leitura:

O diretor pernambucano Marcelo Gomes fez duras críticas ao governo de Michel Temer no Festival de Berlim. Na sessão que exibiu seu longa Joaquim, o Filme, o diretor disse que o Brasil vive um momento obscuro e que tem um governo ilegítimo no poder. 

"Nós estamos vivendo um momento obscuro na história política do Brasil. Nós temos um governo ilegítimo no poder, um golpe parlamentar, apoiado pelo poder financeiro e pelas grandes corporações. Reformas implementadas por esse governo, que beneficiam poucos e desmantelam nossos avanços sociais, culturais e educacionais que demoraram décadas para serem implantados. Essas medidas enfraquecem a democracia brasileira. Por isso, nós dedicamos essa sessão a todos os brasileiros que decidiram resistir a esse governo que está de forma ilegítima no poder", afirmou o diretor, seguido de aplausos e gritos de "Fora Temer".

PROTESTOS

A atitude de Marcelo Gomes está inserida em um contexto de protestos por parte de artistas brasileiros em Berlim. Lá, os cineastas denunciaram nesta quinta-feira (16), no Festival de Berlim, que a cultura do país está ameaçada pelo governo "ilegítimo" do presidente Michel Temer, pedindo o apoio da comunidade internacional do cinema.

Esta é uma "carta de alerta ante a crise democrática que estamos vivendo", disse à AFP o diretor Marcelo Gomes, depois de ler um texto para a imprensa, assinado por 300 personalidades e trabalhadores do cinema, em sua maioria brasileiros. 

O governo de Temer "fez mudanças terríveis na área social e educacional. Os avanços que tinham sido feitos ele retiraram, e agora vai acontecer o mesmo (com a cultura) se não gritarmos", acrescentou o cineasta, cujo filme, Joaquim, concorre ao Urso de Ouro. 

Últimas notícias