Filme

Bastidores: Fabiana Karla e o desafio sideral de Lucicreide

O JC acompanhou as gravações do longa 'Lucicreide Vai Pra Marte', protagonizado pela atriz pernambucana, nos estúdios da TV Jornal

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 05/12/2017 às 5:00
Foto: Ashlley Melo/JC Imagem
O JC acompanhou as gravações do longa 'Lucicreide Vai Pra Marte', protagonizado pela atriz pernambucana, nos estúdios da TV Jornal - FOTO: Foto: Ashlley Melo/JC Imagem
Leitura:

“Motivado pela promessa que fez para suas filhas, Walt Disney passou 20 anos tentando obter os direitos para transformar o livro Mary Poppins em filme, mas a autora P.L. Travers não queria que seus personagens fossem destroçados”: Este é um trecho da sinopse do filme Walt nos Bastidores de Mary Poppins (Saving Mr. Banks), lançado em 2013. Corta para dois anos depois. Mais precisamente no dia 2 de julho de 2015. Foi nesta data que um almoço entre o diretor Rodrigo César e a atriz Fabiana Karla, no Rio de Janeiro, onde os pernambucanos, que ainda pouco se conheciam, descobriram que tinham muito mais em comum. O resultado do papo que durou horas – já com a intenção de criar um trabalho para as telonas – trouxe a gênese de um trabalho que está indo a todo vapor: as gravações do filme Lucicreide Vai Pra Marte.

E porquê a ponte com o longa baseado em fatos reais dirigido por John Lee Hancock? Simples. Porque, como os próprios se relacionaram em entrevista ao Jornal do Commercio, Rodrigo César foi o Walt Disney que procurou a P.L. Travers – no caso a Fabiana – para levar aos cinemas a maior criação de sua vida artística. Ela não é a Mary Poppins, claro, mas a empregada nordestina Lucicreide é, sem dúvidas a personagem mais representativa e reconhecida da atriz pernambucana, sucesso na TV e no teatro.

A proposta do diretor, conhecido no Estado por dirigir por mais de dez anos o Papeiro da Cinderela, da TV Jornal, só foi aceito porque ela queria algo diferente do que já fora feito. “Ela diz que eu a desafiei, mas ela me desafiou de volta. E me perguntou: ‘E se ela for para a lua?’ Aí eu respondi: ‘Lua, não. Mas se ela tem que ir para o espaço, tem que ir para Marte, porque a viagem para lá não tem volta, isso é fato real”, narrou Rodrigo César.

Na sinopse, Lucicreide Vai Pra Marte conta a história da famosa empregada que, depois de perder o controle de sua casa e seus cinco filhos, aceita participar de uma missão que levará o primeiro homem ao Planeta Vermelho e é inscrita pelo filho de seus patrões. Assim, acredita que deixará todos felizes. O elenco reúne nomes como Adriana Birolli, Paulinho Serra, Cacau Hygino, Lucy Ramos e Isaac Du Vine. Além da própria Fabiana em sua primeira protagonista (e também assina a produção), Jeison Wallace e outros atores pernambucanos fazem participação.

O JC acompanhou um dia de gravação do longa numa locação marcante: o Auditório da TV Jornal, também conhecido como o Estúdio A. Um lugar muito especial para a atriz. “Hoje essa gravação para mim tem um peso especialíssimo, nem dormi direito! Eu cantava aí na frente na Rua do Lima, com a Banda Pão Com Ovo, cantando o Melô do Gato”, lembrou Fabiana aos risos.

O famoso auditório, na manhã desta segunda-feira (4), deu lugar a uma equipe de dezenas de pessoas, várias máquinas, câmeras, microfones e telas de chroma-key. “Aqui faremos uma sátira a grandes filmes de ficção científica como Alien, Star Wars e Gravidade. Então, vem muita surpresa por aí e muitos efeitos especiais”, prometeu o produtor pernambucano Tom Nogueira, da ZQuatro Studio, produtora também da Terra.

Na primeira sequência do dia, vimos Lucicreide (Fabiana Karla) tomando café da manhã com os astronautas da Nasa. Em cena, também estavam os atores Fernando Ceylão (Guilherme), Cacau Hygino (Padre João) e Adriana Birolli (Luana). Bastaram apenas dois ensaios antes de rodar a cena. Ao ver a empregada pedindo “farinha para dar liga”, dizendo que a Luana “tava de pantim” e descobrir que ela estava “dando a bilôra” já era o suficiente para arrancar risadas no set, mas todos se mantiveram concentrados até o “corta”.

As gravações na capital pernambucana seguem até o próximo sábado (9). Na semana seguinte, seguem para o Rio de Janeiro, onde gravam até o dia 16. E após uma pausa de menos de um mês, a equipe embarca para o Cabo Canaveral, em Orlando, para filmar no Kennedy Space Center, o parque da Nasa nos Estados Unidos.

OUSADIA

Lucicreide Vai Pra Marte é um filme repleto de desafios. Ele é orçado em mais de R$ 5 milhões de reais, o maior valor já disponibilizado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) para uma produção fora do eixo Rio-São Paulo. A obra é uma coprodução 20th Century Fox, Telecine e Globo Filmes, com distribuição da Downtown Filmes.

O longa já foi gravado em Olinda, Recife e na Reserva do Paiva. O roteiro é assinado por Chico Amorim, Cadu Pereiva e Dadá Coelho, sob a ideia original de Fabiana Karla e Rodrigo César. Lucicreide... é a primeira obra latino-americana filmada no Kennedy Space Center, em Orlando; pioneira a ter a consultoria de um astronauta no casting (o brasileiro Marcos Pontes, da Nasa) e a primeira equipe a filmar, para o mundo, o projeto Mars Experience, que pretende explorar Marte em breve e ainda não foi aberto ao público.

Últimas notícias