FESTIVAL

Festival MOV tem abertura no Cinema São Luiz

Produções universitárias do Brasil e de mais 12 países são destaques a partir de hoje no Recife

Ernesto Barros
Ernesto Barros
Publicado em 08/07/2019 às 11:52
Notícia
Divulgação
Produções universitárias do Brasil e de mais 12 países são destaques a partir de hoje no Recife - FOTO: Divulgação
Leitura:

A 4ª edição do MOV – Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco, que acontece de hoje até domingo, no Cinema São Luiz e em outros espaços do Recife, confirma que o cinema é uma das armas mais potentes nas mãos de jovens de todo o mundo. Sejam alunos de universidades públicas ou privadas, os cineastas e técnicos formados ou em formação estão de olhos abertos para a realidade dos lugares onde vivem.

A preocupação com a política, as questões sociais e individuais são o esteio das mostras competitivas nacionais e internacionais do festival. Concebido em 2014 por Thaís Vidal, Txai Ferraz, Vinicius Gouveia e Amanda Beça, quando ainda eram estudantes do curso de cinema da UFPE, eles continuam à frente do festival enquanto também se dedicam à produção cinematográfica e aos estudos acadêmicos.

Este ano, eles receberam inscrições de 700 filmes (400 nacionais, 300 internacionais), oriundos de dezenas de instituições brasileiras e de outros 13 países, entre eles Alemanha, França, Filipinas e Palestina). Para compor as mostras, a curadoria teve que suar muito para separar apenas 42 títulos.

“Desde a primeira edição a gente tem visto uma qualidade crescente nos filmes, além de uma surpresa constante com a formação do olhar desses jovens realizadores. A competição está muito acirrada e foi tarefa muito difícil fazer a seleção. Tecnicamente, os filmes também estão muito melhores. Houve época que a gente via dois minutos e já desistia. Agora, não, fomos obrigados a ver até o fim e percebemos que muitos deles tentam conversar um com o outro”, observa a curadora Amanda Beça.

Além dos curtas, o MOV traz dois longas para sessões de abertura e encerramento. Na abertura, às 19h, no São Luiz, será exibido a produção pernambucana Onde Começa um Rio, de Julia Karam, Maiara Mascarenhas, Maria Cardoso e Pedro Severien, que fala sobre as ocupações universitárias de 2016, na luta contra a chamada PEC 55, a “PEC do Teto”. No encerramento, às 19h de domingo, o filme escolhido é o documentário Uma Juventude Alemã, de Jean-Gabriel Périot, montado a partir de imagens de arquivo da revolta estudantil que deu origem ao movimento de guerrilha urbana RAF.

“A política está presente em muitos filmes da competição, mas não é apresentada como uma coisa panfletária, que levanta bandeiras. Ela está na paisagem do filme, nas protagonistas negras e em outras dificuldades. Porém, na Sessão Golpear, da Mostra Competitiva Nacional, há filmes que lidam com a política de frente, com um que fala de Carlos Lacerda e outro sobre a direita atual”, aponta Amanda.

Além das exibições no São Luiz, o MOV promove debates de cineastas e oficinas no Porto Digital, com a participação de técnicos e cineastas locais. No domingo, haverá uma sessão ao ar livre no bairro do Arruda.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Segunda 8/7

19h - SESSÃO DE ABERTURA: Onde começa um rio [72min - 12 anos]

(Legendado para surdos e ensurdecidos / Tradução em LIBRAS)

Onde Começa Um Rio, de Julia Karam, Maiara Mascarenhas, Maria Cardozo e Pedro Severien, 72', 2017, Brasil

20h20: COMPETITIVA NACIONAL #1: Destravar [73min - 16 anos] + Debate com realizadores

Perpétuo, de Lorran Dias, 23’, 2018, UFRJ

Eleguá, de Yuri Costa, 25’, 2018, UFRJ

Super Estrela Prateada, de Leonardo Branco, 25’, 2018, Centro Universitário Uma

 

TERÇA 09/07

18h45 - COMPETITIVA NACIONAL #2: Desaparecer [74min - 16 anos] + Debate com realizadores

Afogo, de Carla Caroline Mota Neri, 8', 2018, UFRB

Cravo, Lírio e Rosa, de Maju de Paiva, 20’, 2018, UFF

Espavento, de Ana Francelino, 23’, 2019, Escola Pública de Audiovisual Vila das Artes

Aqueles que se foram, de Bruno Christofoletti Barrenha, 23’, 2019, UFPE

20h20 - COMPETITIVA NACIONAL #3: Golpear [70min - 16 anos] + Debate com realizadores

Lacerda, O Corvo da Guanabara, de Sayd Mansur, 18’, 2018, UFF/FGV

Magalhães, de Lucas Lazarini, 22’, 2018, UNICAMP

Taoquei, de Clara Ballena, Chris Mariani, Klaus Hastenreiter, 10’, UFBA

Frervo, de Thiago Santos e Libra, 20’, 2019, UFPE

 

QUARTA 10/07

19h - COMPETITIVA INTERNACIONAL #1: Através do Espelho [68min - 16 anos]

Welcome to Television, de Ivan Dubrovin, 11’, 2018, Wilhelm Hittorf Gymnasium Münster, Alemanha

Do it again, de Hsin Hsuan Yeh, 4’, 2018, National University of the Arts Taipei, Taiwan

Bear with me, de Daphna Awadish, 5’, 2019, AKV St. Joost Master Institute, Holanda

Tribe of Ghosts, de Almicheal Fraay, 9’, 2018, AKV Sint Joost Breda, Holanda

Song of the lovers, de Maxime Gros, 20’, 2018, ESRA, França

You wipe your lips, I do too, de Bianca Caderas, 4’, 2019, Hochschule für bildende Künste Hamburg, Alemanha

Belief as the Light in Darkness, de Francis Guillermo, 15’, 2018, Far Eastern University, Filipinas

You wipe your lips, I do too, de Bianca Caderas, 4’, 2019, Hochschule für bildende Künste Hamburg, Alemanha

Belief as the Light in Darkness, de Francis Guillermo, 15’, 2018, Far Eastern University, Filipinas

 20h20: COMPETITIVA NACIONAL #4: Amanhecer [71min - 16 anos] + Debate

Nada além da noite, de Rodrigo de Janeiro, 21’, 2018, UFRJ

Carinho, de Pedro Estrada, 18’, 2018, Centro Universitário Una

Diriti de Bdè Burè, de Silvana Beline, 17’, 2018, IFG

A Sússia, de Lucrecia Dias, 15’, 2018, UFT

 

QUINTA 11/07

19h - COMPETITIVA INTERNACIONAL #2: Construir / Destruir [63min - 16 anos]

(Legendado para surdos e ensurdecidos)

A Mythology of Pleasure, de Lara Rodríguez Cruz, 6’, 2018, KHM - Academy of Media Arts Cologne, Alemanha

Suicidrag, de Andrea Perez Su e Arturo Campos Nieto, 10’, 2018, Universidad Autónoma de México, México

How to build a bridge, de Deandra Asara, 2’, 2019, University of Westminster, Inglaterra

Arena, de Alarba Bousso, Khadyja Mahfou Aidara, Malou Briand, Raphael Meyer, Oumy Sarr Ndoye e Mamadou Sané, 12’, 2019’, ECAL, Suíça

Scorched, de Akshay Gouri, 2018’, Satyajit Ray Film & Television Institute, Índia

Of Blood and Piss,  de Julien Falardeau, 12’, 2019, Université du Québec à Montréal, Canadá

20h10 - COMPETITIVA NACIONAL #5: Crescer [74min - 16 anos] + Debate

Rebento, de Vinicius Eliziário, 17’, 2019, UNIJORGE

Coração do Mar, de Rafael Nascimento, 20’, 2018, UFPE

Impermeável Pavio Curto, de Higor Gomes, 20’, 2018, Centro Universitário Una

Copiloto, de Andrei Bueno Carvalho, 17’, 2018 - UNESPAR

 

SEXTA 12/07

19h - COMPETITIVA INTERNACIONAL #3: Pussy Riot [80min - 16 anos]

(Legendado para surdos e ensurdecidos)

Sawsan, de Saliba Rishmawi, 10’, 2018, Dar Al-Kalima University College for Art and Culture, Palestina

Mother’s Day, de Dorka Vermes, 15’, 2018, SZFE  - University of Theatre and Film Arts, Hungria

Victoria XXI, de Mira Akirova, 17’,  2019, Gerasimov Institute of Cinematography, Rússia

My Cousin Tami, de Tomer Asayag, 25’, 2017, Sapir Academic College, Israel

Delta, de Jules St-Jean, 13’, 2019, Université du Québec à Montréal, Canadá

20h30 - COMPETITIVA NACIONAL #6: Flanar [60min - 16 anos] + Debate

(Legendado para surdos e ensurdecidos / Tradução em LIBRAS)

Afeto, de Gabriela Gaia Meirelles e Tainá Medina, 15’, 2019, PUC-Rio/UFRJ

Do Lar, de Socorro Alves, 9’, 2018’ UFPE

Riscadas, de Karolyne Mendes, 15’, 2018, UFES

Sombra, de Fernanda Siqueira, 4’, 2018, UFPE

Peixe, de Yasmin Guimarães, 17’, 2019, Centro Universitário Uma

Galeria Arvoredo (Rua Barão de Goiana, 141, Derby)

23h - MOV YOUR BODY - Festa oficial de encerramento - 18 anos

 

SÁBADO 13/07

Na Galeria do Porto Mídia

Entrada: Franca

15h - ENCONTRO DE CINEMA: DIREÇÕES com Letícia Simões, Fellipe Fernandes, Vinícius Silva

19h - Longa de encerramento: UMA JUVENTUDE ALEMÃ [93min - 14 anos]

Uma juventude alemã (Une jeunesse allemande), de Jean-Gabriel Périot, 95', 2015, França/Suíça/Alemanha

20h30 - Sessão Especial Usina da Imaginação / FavelaNews + PREMIAÇÃO [Livre]

Cinema São Luiz

Entrada: R$5,00 (meia promocional para todos)

 

DOMINGO 14/07

No Bairro do Arruda. Confirme local exato no site movfestival.com (aba Programação).

Entrada franca

18h - Sessão especial open air: CINEMA UNIVERSITÁRIO INFANTO-JUVENIL [Livre]

Menina não solta pum, de Ayodele Gathoni, 14', 2019 - UFRJ

No espelho do outro, de Kariny Martins, 16', 2018 - UNESPAR

O Cemitério das Águas-Vivas, de Aline Cavalcanti, Elis Barbosa e Mariana Florentino, 12', 2018 - UFPE

Só sei que foi assim, de Giovanna Muzel, 7', 2019 - UFPel

18h50 - Sessão especial open air: MOSTRINHA PIRILAMPO [Livre]

 

OFICINAS

No Porto Digital

ASSISTÊNCIA DE DIREÇÃO: PENSANDO A ESTRUTURA DO FILME com Fellipe Fernandes - Terça 09/07 a Quinta 11/07 (9h às 13h)

CONFLITOS POLÍTICOS ATRAVÉS DA IMAGEM DOCUMENTAL: COMO O INIMIGO OU O ADVERSÁRIO ENTRAM EM QUADRO com Marcelo Pedroso - Quarta 10/07 a Sexta 12/07 (9h às 13h)

CINEMA E EDUCAÇÃO com Jane Pinheiro e Thiago Antunes - Terça 09/07 a Quinta 11/07 (9h às 13h)

IMAGENS QUEER com André Antônio - Terça 09/07 a Quinta 11/07 (14h às 18h)

DIREÇÃO DE ARTE com Yanna Luz - Terça 09/07 a Quinta 11/07 (14h às 18h)

AFROFICÇÃO com Anti Ribeiro - Terça 09/07 a Quinta 11/07 (14h às 18h)

Últimas notícias