discordância

Após censura a séries LGBT, Secretário Nacional de Cultura pede demissão

Henrique Pires, que ocupava o cargo, pediu demissão por não concordar com a decisão do governo Bolsonaro, segundo o Zero Hora

JC Online
JC Online
Publicado em 21/08/2019 às 15:51
Notícia
Foto: Mauro Vieira/Secretaria da Cidadania
Henrique Pires, que ocupava o cargo, pediu demissão por não concordar com a decisão do governo Bolsonaro, segundo o Zero Hora - FOTO: Foto: Mauro Vieira/Secretaria da Cidadania
Leitura:

O secretário Nacional de Cultura Henrique Pires, no posto desde janeiro deste ano, pediu demissão nesta quarta (21) da pasta, vinculada ao Ministério da Cidadania. A informação foi dada pelo jornal Zero Hora. A publicação da demissão de Henrique Pires deve sair na próxima edição do Diário Oficial, na quinta (22).

Henrique Pires teria pedido demissão por discordar dos atos de censura do governo Bolsonaro no campo da cultura. Nesta quarta (21), houve a suspensão de um processo seletivo – que incluía obras com temática LGBT – para produções audiovisuais que pleiteavam recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), gerido pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). Em uma ‘live’ na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro havia criticado uma lista de filmes que abordam a temática LGBT, dizendo que conseguiria “abortar essa missão”.

CENSURA

A confirmação da suspensão do processo seletivo veio na quarta (21). O processo seletivo, com orçamento de R$ 70 milhões, visava incentivar séries temáticas para as emissoras públicas de televisão, e incluía categorias como diversidade de gênero, sexualidade, raça e religião, sociedade e meio ambiente, manifestações culturais, qualidade de vida e obra biográfica.

A portaria publicada pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, diz que “fica determinada a revisão dos critérios e diretrizes para a aplicação dos recursos do FSA, bem como que sejam avaliados os critérios de apresentação de propostas de projetos, os parâmetros de julgamento e os limites de valor de apoio para cada linha de ação”.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias