Fernando Rocha chora ao desistir de quadro de dança no 'Bem Estar'

Jornalista foi tirado de uma parte da apresentação e resolveu desistir: 'Fiz o que eu pude, não consegui'

Foto: TV Globo/Reprodução
Jornalista foi tirado de uma parte da apresentação e resolveu desistir: 'Fiz o que eu pude, não consegui' - FOTO: Foto: TV Globo/Reprodução

O apresentador do programa matinal Bem Estar, da TV Globo, Fernando Rocha se emocionou ao anunciar que está fora do espetáculo para o qual vinha ensaiando no quadro Quem Dança Seus Males Espanta, comandado pelo coreógrafo Ivaldo Bertazzo.

No quadro exibido nesta sexta-feira (29), Fernando Rocha aparece sendo dispensado de dançar uma parte considerável do espetáculo com o grupo com o qual vinha se preparando. "Realmente, não esperava por isso", diz o apresentador.

Outros participantes também foram substituídos por bailarinos profissionais. Em seguida, Rocha resolve ir embora do ensaio, mas é convencido a ficar, para ler um texto que também faz parte da apresentação.

Em Quem Dança Seus Males Espanta, pessoas que já tiveram depressão ou a estão tratando ensaiam para um espetáculo para mostrar como a dança pode ajudá-las.

De volta ao estúdio, Rocha anuncia que não haverá próximo capítulo da história. "Apesar de terem feito alguns rearranjos, para mim foi muito forte, eu realmente não me encaixei nesse esquema. É limpo demais, é puro demais. Eu sou sujo, tremeliquento. E não deu para mim", afirmou.

"Saio de cabeça erguida. Fiz o que eu pude, não consegui. Desejo boa sorte aos meus queridos amigos. Que seja tudo bem", deseja aos demais participantes. "Quero pedir perdão mais uma vez ao público que esperava que eu dançasse, que esperava eu subisse ao palco. Eu não vou conseguir. A falha foi minha. Quero mandar um abraço a todos vocês e desejar boa sorte. Eu estou fora, tá bom? Vida que segue", conclui com a voz embargada, e em seguida recebe um abraço da colega Mariana Ferrão.

VEJA O VÍDEO NA ÍNTEGRA:

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias