Sandy 'escolhe esperar' por 'La Casa de Papel' em chamada da Netflix

Plataforma escolheu a cantora, que tem sua imagem associada ao puritanismo, para fazer piada com a chegada da segunda parte de 'La Casa de Papel'

Foto: Reprodução / Instagram / @sandyoficial
Plataforma escolheu a cantora, que tem sua imagem associada ao puritanismo, para fazer piada com a chegada da segunda parte de 'La Casa de Papel' - FOTO: Foto: Reprodução / Instagram / @sandyoficial

A cantora Sandy, que tem sua imagem comumente associada à pureza, foi escolhida pela Netflix para ser garota-propaganda numa chamada para o lançamento da segunda parte de La Casa de Papel nesta sexta-feira (6), série espanhola do gênero de filmes de assalto que angariou fãs no mundo todo.

A ideia da campanha gira em torno do termo: 'Resolvi esperar', referindo-se àqueles que não haviam conseguido aguardar pela chegada da segunda leva de capítulos na plataforma, tendo assistido ao desfecho do assalto à Casa da Moeda da Espanha (mote da história) por meios ilegais. A piada consiste justamente em fazer Sandy proferir a frase, o mesmo nome de um movimento de santidade no namoro que incentiva os jovens a não fazerem sexo antes do casamento.

Confira abaixo:

Você que estava subindo pelas paredes, chegou a hora de relaxar e aproveitar. #ResolviEsperar

Uma publicação compartilhada por Netflix Brasil (@netflixbrasil) em

Segunda parte da série

Há cerca de uma semana, a Netflix havia divulgado o trailer da segunda parte da série La Casa de Papel. No vídeo, os personagens aparecem prestes a executar o Plano Chernobyl. As cenas mostram o Professor sendo preso, mas ele deve continuar a fazer seu jogo psicológico com a detetive Raquel Murillo. Tokio, Nairobi, Rio, Berlin, Helsinki, Oslo, Denver e Moscow ainda estão dentro da Casa da Moeda, em Madri, junto com vários reféns. Eles tentam sair de lá com 2,4 bilhões de euros.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias