IMORTAL

Nilzardo Carneiro Leão toma posse na APL

O jurista e professor vai ocupar a cadeira de número 18, que pertencia a Ariano Suassuna

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 04/12/2014 às 4:21
NE10
O jurista e professor vai ocupar a cadeira de número 18, que pertencia a Ariano Suassuna - FOTO: NE10
Leitura:

O professor e jurista Nilzardo Carneiro Leão toma posse nesta quinta (4/12) na Academia Pernambucana de Letras (APL). Com 84 anos, o autor ficará na cadeira 18, antes ocupada pelo escritor Ariano Suassuna, falecido em julho deste ano. A posse acontece a partir das 20h, nas Graças.

Quem recebe o novo acadêmico dentro da APL é a desembargadora Margarida Cantarelli. “Apesar de ter ficado surpreso com a indicação, acredito que entrar na academia é o destino sonhado por todos que trabalham com as letras”, comenta o escritor. Candidato único e eleito por unanimidade, ele vai encontrar amigos e ex-alunos nas fileiras do espaço, como a própria Margarida, Abdias Moura, Frederico Pernambucano de Mello e Ana Maria César, entre outros.

Entre as principais obras de Nilzardo, estão títulos como Do processo penal brasileiro (1964), obra pioneira na área, e Universidade e cultura (1979). Na história, seu interesse é por dois momentos do passado pernambucano: a revolução de 1817 e a o grito pela república no Senado de Olinda, em 1710. “Gosto de Machado, claro, e dos regionalistas”, explica.

Nilzardo foi professor e pró-reitor da UFPE, além de ter sido um dos fundadores da Unicap. Nascido na beira do Capibaribe e morando até hoje perto do rio, ele lembra que a APL está na beira dessas águas tão conhecidas suas. Folião orgulhoso, ressalta também que continua curtindo o Carnaval pernambucano a cada ano – e sempre fantasiado. “Sou um homem ligado à minha terra e à minha cultura”, define.

 

Últimas notícias