RUÍDO

Mostra de shows do Continuum em fim de semana de música experimental

Sonoridades terá Grilowsky, Yuri Bruscky, Hrönir e Binário, quatro dos principais nomes da experimentação sonora em Pernambuco

Gabriel Albuquerque
Gabriel Albuquerque
Publicado em 28/05/2016 às 8:37
Foto: Keise Menezes/ Divulgação
Sonoridades terá Grilowsky, Yuri Bruscky, Hrönir e Binário, quatro dos principais nomes da experimentação sonora em Pernambuco - Foto: Keise Menezes/ Divulgação
Leitura:

A mostra Sonoridades do festival de arte e tecnologia Continuum reúne hoje e amanhã no Roda Cultural alguns dos principais nomes da música experimental de Pernambuco. Hoje, a partir das 16h, apresentam-se o músico Grilowsky e o projeto Binário. Domingo, no mesmo horá- rio, é a vez do artista sonoro Yuri Bruscky e do grupo Hrönir. 

Como o tema do festival é Privacidade, alguns dos músicos resolveram criar trabalhos ligados à temática. “A privacidade se escancarou, abriu as portas e as pernas da percepção e se mostra de olhos fechados. Redes antissociais, grupos de família no uatizapi, selfie do outro, olho mágico sem poder, câmeras de insegurança institucional, GPS patrulha, milícia armada e playboys no poder”, escreve Grilowsky ao introduzir a sua apresentação.

Figura conhecida do underground Recifense, Grilo já gravou mais de 30 discos por uma série diversa de bandas, como Gnomos da Metrópole, Geladeira Metal e Monstro Amor, além de álbuns solos – os mais recentes são Guitar Sessions e Berliner Sessions, gravados ano passado na Alemanha. Desta vez ele fará uma performance baseada em áudios enviados pelo público via WhatsApp com intervenções improvisadas na guitarra, acentuando a privacidade e relações afetivas urgentes no contexto hiperdigital.

Yuri Brucky vem acompanhado de seus sintetizadores modulares e gravações de campo na obra Variações (Sobre Besouros, Caixas e Entornos), que une técnicas de síntese e composição eletroacústica na criação de paisagens sonoras. O título é uma referência à ideia de “linguagem privada”, teorizada pelo filósofo Wittgenstein em Investigações Filosóficas.

“Quero abordar a privacidade no sentido de uma instância subjetiva e intersubjetiva, de interioridade e exterioridade, que no fim das contas é a relação do eu com o Outro. Pra mim, isso é muito significativo do que é estar numa paisagem aural e de uma relação com os sons do nosso entorno. O som também atua na construção de uma espacialidade e na fruição de sentidos que são sempre ambíguos”, aponta Yuri, que também é curador do selo Estranhas Ocupações e, em parceria com Cássio Sales (da Cosmogrão), organiza o ciclo de música experimental Rumor.

Atualmente um quarteto, o Hrönir, que em janeiro lançou o álbum Massacre de Golfinhos... pelo Estranhas Ocupações, apresenta-se numa versão duo com Thelmo Cristovam e Túlio Falcão, os fundadores do grupo. Segundo Thelmo, o show será divido em duas partes. Na primeira, improvisam a partir da bula de Anagrama, faixa de seu primeiro disco, Bardo Thödol (2004); depois, partem para o improviso livre. Já o Binário é um novo projeto de H.D. Mabuse (membro e organizador do extinto coletivo Re:Combo) com os músicos Igor Holanda e Queops Negronski. A proposta é experimentar misturas entre texturas noise, construções rítmicas das ruas e música pop.

EXPOSIÇÃO

A exposição do Continuum continua aberta até domingo na Torre Malakoff e conta com mostra de games, vídeos e exposições. Um dos destaques é a obra Sem Título, de Thelmo Cristovam, uma instalação sonora imersiva criada a partir de gravações de campo. O trabalho é construído em diálogo com linguagens matemáticas, biológicas e aspectos da psicoacústica e da acusmática, temas que Thelmo pesquisa.

SERVIÇO

Mostra de Shows Sonoridades, do festival Continuum
Sábado, com Grilowsky e Binário; e domingo, com Hrönir e Yuri Bruscky 
A partir das 16h (ambos os dias), no Roda Cultural
Na Rua Madre de Deus, 66, Bairro do Recife. Atrás da Livraria Cultura
Gratuito

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias