Nostalgia

Sandy e Junior: 25 anos de carreira em 25 músicas

Relembre a trajetória de sucesso da dupla pop de irmãos que conquistou o país, mas que se desfez em 2007

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 13/07/2016 às 11:45
Foto: Divulgação
Relembre a trajetória de sucesso da dupla pop de irmãos que conquistou o país, mas que se desfez em 2007 - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Sandy Leah Lima e Durval de Lima Junior nasceram em Campinas, interior de São Paulo. Filhos do cantor Xororó e da mãe Noely, nasceram numa família que tem todo um histórico de músicos, de carreira artística. Não demorou muito para que os pequenos também tomassem gosto pela música. Em 1989, a pequena Sandy, com 6 anos, e seu irmão Junior, com 5, apareceram na TV pela primeira vez no programa Som Brasil, da Rede Globo, e conquistaram o país cantando de forma bem despretensiosa e sem ensaio a célebre Maria Chiquinha.

No ano seguinte, depois de muita insistência dos filhos, Xororó coloca Sandy e Junior em um estúdio para gravar seu primeiro disco. Em 1991, lançaram então o primeiro LP da pequena dupla: Aniversário do Tatu. E no dia 13 de julho do mesmo ano, os irmãos faziam seu primeiro show, na cidade de Votuporanga, em São Paulo. Foram 17 anos de uma carreira de sucesso, com recordes de venda de álbuns, público e audiência. Fizeram filmes, seriado, novela e ensaiaram até uma carreira internacional.

Nesta quarta-feira (13), se ainda estivessem juntos, poderiam estar comemorando 25 anos de carreira em dupla. Mas eles resolveram se separar em abril de 2007, deixando órfãos uma grande geração de fãs. Volta e meia, eles ainda trabalham juntos nos bastidores, mexendo com o imaginário dos admiradores, que ainda esperam um retorno de Sandy e Junior aos palcos. E neste dia especial, o Jornal do Commercio relembra 25 músicas que ajudam a contar a trajetória de sucesso dos irmãos. Confira:

1. Maria Chiquinha (1991)

O primeiro grande sucesso da dupla esteve no disco de estreia Aniversário do Tatu. A canção foi composta por Sonia Mamed e Edvaldo Gouveia, em 1961. É um diálogo entre os personagens Maria Chiquinha e Genaro, que busca saber o que ela “foi fazer no mato”.

 

2. Abre a Porta, Mariquinha / A Resposta da Mariquinha (1992)

Seguindo a fórmula de Maria Chiquinha, esta música foi composta pela dupla Zé do Rancho e Mariazinha, os avós maternos de Sandy e Junior, que também cantaram juntos. Foi o grande sucesso do segundo disco dos irmãos: Sábado à noite.

 

3. Splish, Splash (1993)

Tô Ligado em Você é o terceiro dos irmãos e começava a flertar com o ritmo da jovem guarda. Um dos destaques é a faixa Splish, Splash, uma versão de Erasmo Carlos gravado por Roberto Carlos e nomeou seu álbum de 1962. A música também se tornou um divertido diálogo entre eles.

 

4. Com Você (1994)

Sandy e Junior estouram com a sua primeira balada romântica: uma versão em português de I'll Be There, sucesso do Jackson 5, escrita por Xororó, Noely e Feio. A canção marcou o quarto disco deles: Pra Dançar com Você.

 

5. O Universo Precisa de Vocês (Power Rangers) [1995]

A faixa foi lançada como o segundo single do quinto disco da dupla: Você é D+!. A música foi um pedido da gravadora para homenagear o seriado Power Rangers, que passava na Rede Globo. Quando a dupla acabou, Sandy afirmou que não gostava de cantar esta canção.

 

6. Dig-Dig-Joy (1996)

É também o título do sexto disco de Sandy e Junior. A canção composta por Feio e Zé Henrique descreve uma brincadeira de imitação. Com refrão e coreografia chiclete, toda a criança dos anos 90 conhece este sucesso até hoje.

 

7. Não Ter (1996)

A dupla chega a pré-adolescência e as baladas românticas começam a ficar mais frequentes. Não Ter é uma versão em português de Non C'é, sucesso da cantora Laura Pausini. O que poucos sabem é que Angélica também chegou a gravar uma versão, mas a gravadora retirou a música do mercado.

 

8. Inesquecível (1997)

Mais uma versão em português para uma música de Laura Pausini. Desta vez, Incancellabile. A faixa entrou no sétimo disco de Sandy e Junior: Sonho Azul. Escrita por Cláudio Rabello, a música é um dos grandes êxitos dos irmãos.

 

9. Era Uma Vez... (1998)

Álvaro Socci e Cláudio Matta assinam a canção que entrou como faixa bônus no disco Sonho Azul. Com participação do cantor Toquinho, a música foi tema de abertura da novela de mesmo nome, exibida em 1998 no horário das seis da Rede Globo.

 

10. Em Cada Sonho (O Amor Feito Flecha) [1998]

Na carona do sucesso do filme Titanic, os irmãos gravaram a versão em português de My Heart Will Go On, imortalizado na voz de Celine Dion. Escrita por Feio, Sandy e Junior foram os únicos artistas de língua estrangeira autorizados a regravar a canção.

 

11. No Fundo do Coração (1998)

Assim como Em Cada Sonho, No Fundo do Coração é uma das três faixas bônus de estúdio do primeiro disco ao vivo da dupla, o Era Uma Vez – Ao Vivo. A balada também é uma versão em português de uma canção da banda Savage Garden, chamada Truly, Madly, Deeply.

 

12. Imortal (1999)

O oitavo disco de estúdio da dupla representa o boom dos irmãos. As Quatro Estações vendeu como água na época e, com ele, muitos sucessos. Começando por Imortal, que abre o álbum. Ela é uma versão em português de Immortality, interpretada por Celine Dion em parceria com o Bee Gees.

 

13. Vâmo Pulá (1999)

Composta por Feio, Tiãozinho e Xororó, pode-se dizer que Vâmo Pulá foi a última música de apelo infantil a fazer sucesso com a dupla, que vinha se consolidando com as baladas românticas. Ganhando vários arranjos diferentes, a música seguiu nos shows da dupla até a última turnê.

 

14. As Quatro Estações (1999)

A faixa-título veio para coroar o disco, que vendeu mais de 1,5 milhão de cópias. Foi o primeiro grande sucesso composto por Sandy, escrito em parceria com Cláudio Matta. No show que levou o nome do álbum, o cenário era a caligrafia da cantora com a música escrita.

 

15. A Lenda (2000)

Uma das três faixas bônus de estúdio do CD Quatro Estações – O Show – Ao Vivo, que registrava a turnê de maior sucesso da dupla. A música é do Kiko, Feghali e Nando, do grupo Roupa Nova, que tempos depois também inseriu nos seus shows como forma de homenagem aos irmãos.

 

16. Enrosca (2000)

Solo de Junior que é uma regravação do cantor Fábio Jr., escrita por Guilherme Lamounier. O clipe, dirigido por Hugo Prata, chamou bastante atenção na época pelo clima futurista e ter Sandy como uma mera figurante. Fez parte da trilha da novela Estrela Guia, estrelada pela dupla, na Globo.

 

17. O Amor Faz (2001)

Primeiro single do décimo primeiro álbum dos irmãos. Foi o primeiro disco sem título porque ia se chamar 11, mas foi modificado em cima da hora para evitar associações com os atentados de 11 de Setembro, nos Estados Unidos.

 

18. Quando Você Passa (Turu Turu) [2001]

O maior sucesso do disco Sandy e Junior de 2001 é uma versão em português de Ricardo Moreira a uma canção italiana chamada Turuturu, interpretada também por uma dupla, chamada Francesco e Giada. É uma das músicas mais lembradas até hoje, principalmente, nos shows solo da Sandy.

 

19. Love Never Fails (2002)

A canção representou o primeiro passo de Sandy e Junior para buscar o sucesso internacional. A faixa que abriu o disco em inglês da dupla é uma regravação da cantora americana Kathie Lee. Além de inglês, Sandy escreveu a versão em português e ainda foi gravada em espanhol e francês.

 

20. Encanto (2003)

Os irmãos começaram a interferir mais nos álbuns da dupla, revelando um maior amadurecimento musical. Encanto foi o primeiro single do disco Identidade, e foi o principal tema do filme Acquária (2003), estrelado pelos irmãos, que levou 850.000 pessoas aos cinemas.

 

21. Desperdiçou (2003)

De autoria de Liah, Dani Mônaco e Rique Azevedo, a música foi um grande sucesso do disco e ganhou um dos clipes mais divertidos da dupla, dirigido pelo argentino Picky Talarico. Sandy acabou de regravar a canção no seu mais novo DVD, Meu Canto.


22. Replay (2006)

Após uma pausa de três anos em que a dupla se dedicou a alguns projetos paralelos, Sandy e Junior lançaram aquele que seria seu último disco de estúdio. Replay foi o primeiro single e é uma versão em português escrita por Sandy para Slip Away.

 

23. Estranho Jeito de Amar (2006)

Escrita por Junior Lima, Tatiana Parra e Otávio de Moraes, foi o último sucesso do disco Sandy e Junior, de 2006, que também não teve título. Junior ainda foi o diretor do videoclipe, que possui 13 minutos de duração.

 

24. Abri os Olhos (2007)

No ano da separação da dupla, Abri os Olhos foi o primeiro single do último trabalho dos irmãos: o Acústico MTV Sandy e Junior. A canção foi escrita por Sandy em parceria com o seu marido, Lucas Lima. A cantora disse em entrevistas que a música foi inspirada num poema de Fernando Pessoa.

 

25. Segue em Frente (2007)

O segundo single do Acústico MTV foi uma faixa escrita por Junior Lima. Com arranjos a la Jack Johnson, é a letra que fala mais diretamente sobre a separação dos irmãos, que viria a acontecer em 18 de dezembro de 2007, no último show da dupla, em São Paulo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias