Cobertura

Falas contra Bolsonaro e pró-Nordeste marcam terceira noite do FIG 2019

Zélia Duncan, Mariana Aydar e Barão Vermelho embalaram público

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 21/07/2019 às 2:44
Felipe Souto/Secult-PE/Divulgação
Zélia Duncan, Mariana Aydar e Barão Vermelho embalaram público - FOTO: Felipe Souto/Secult-PE/Divulgação
Leitura:

Protestos em relação à fala de Jair Bolsonaro sobre os moradores da região Nordeste, que ele classificou como 'paraíbas', deram a tônica da noite de sábado (20) na Praça Mestre Dominguinhos do 29º Festival de Inverno de Garanhuns. Zélia Duncan, Mariana Aydar e a banda Barão Vermelho ressaltaram sua admiração pela região e criticaram a postura do presidente.

A noite aberta por Amanda Back e seguida pela Banda de Pau e Corda, que mostrou toda sua potência com repertório refinado com grandes momentos de sua carreira, começou com chuva constante. O público, resistente, não se abateu e quando Mariana Aydar subiu ao palco, a plateia já estava aquecida e recepcionou muito bem a cantora paulistana. A artista apresentou seu show formatado como uma grande homenagem à música nordestina, em especial o forró. No repertório, versões empolgantes de canções como Morango do Nordeste, Anunciação, Frevo Mulher e Coração Bobo.

Zélia Duncan veio em seguida e, instigada, chamou o público a cantar junto muitos de seus sucessos, como Alma, Pagu e Catedral, além de hits de outros artistas, como Renato Russo e Cássia Eller. Desta, entoou O Segundo Sol, que foi cantada em coro com o público. Zélia, claramente emocionada, respondia com muita energia e aproveitou para pontuar a felicidade de estar em Garanhuns e de como era preciso ter saúde, sorte e coragem para enfrentar o momento pelo qual o País atravessa. Em seu discurso, também ressaltou a importância do Nordeste para a cultura e o pensamento brasileiro e soltou um "Lula Livre", que foi acompanhado pelo público com gritos contra Bolsonaro.

O compositor pernambucano Juliano Holanda, que estava no local, foi saudado por ela como um dos grandes talentos da nova geração. Para coroar sua paixão por Pernambuco, Zélia chamou ao palco o cantor Almério, com quem entoou dois duetos. 

BARÃO VERMELHO

A noite do primeiro sábado do FIG 2019 chegou ao fim com a apresentação do Barão Vermelho, que nesta atual formação conta com Rodrigo Suricato como vocalista. Mais uma vez, mensagens de admiração ao Nordeste foram entoadas, com o cantor agradecendo à região por resistir aos constantes ataques preconceituosos da qual é vítima. Com muitos sucessos no repertório, como Bete Balanço, o grupo convidou ainda Zélia Duncan para cantar Amor, Meu Grande Amor.

Últimas notícias