SAMBA

Recife recebe o II Encontro Nacional das Mulheres na Roda de Samba

Projeto acontece em homenagem à cantora e compositora carioca Leci Brandão

JC Online
JC Online
Publicado em 07/11/2019 às 12:04
Notícia
Foto: Divulgação
Projeto acontece em homenagem à cantora e compositora carioca Leci Brandão - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Recife recebe, no próximo sábado (9), a segunda edição do Encontro Nacional das Mulheres na Roda de Samba, que este ano acontece em homenagem à cantora e compositora carioca Leci Brandão. O evento tem início às 15h, no Terra Café Bar, no bairro da Boa Vista. A entrada do show, que conta com as apresentações de Karynna Spinelli, Nena Queiroga e Carla Rio, entre outras cantoras que representam o samba, custa R$ 10 + 1kg de alimento não perecível.

O projeto acontece simultaneamente em 19 estados brasileiros. Além do Brasil, haverá representação de mulheres do samba em três países no exterior: Argentina (La Plata), Portugal (Lisboa) e, por último, Itália (Florença), totalizando 25 cidades. A abertura da roda de samba acontecerá às 17h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no Facebook, contemplando todas as cidades participantes.

Na capital pernambucana, Karynna Spinelli, Gracinha do Samba, Helena Cristina, Nena Queiroga, Amanda Cabral, Mannu Travassos, Michelle Monteiro, Monica Feijó, Carla Rio, Riá, Selma do Samba, Monike Carvalho, Pandora, Keka Villaverde, Leide do Banjo, Sofia Souza, Kelly Rosa, Chris Mendes, Mayra Clara, Amanda Gânimo, Isadora Melo, Luisa Perola, Tambores de Saia, Gerlane Gell, Marilia Fernandes, Martha Lacerda, Ana Carolina, Gabriela Wanda, Ana Paula Marinho, Aryane Vieira, Babis Regina, Gilvânia Leal, Carla Souza, Erlani Silva, Eneyda Rodrigues, Cinthya Pimentel, Paloma Lima, Laura Proto, Mannu Ferreira, Suelen Nunes e Rhaissa Silva comandam agito.

Com o intuito de promover a representatividade feminina no samba, o projeto ainda conta com as participações de mais de 25 cantoras, 15 instrumentistas, produtoras, técnicas, fotógrafas, batuqueiras locais, além do Cortejo do Tambores de Saia, Feira de Artesanato com o Coletivo Quilombar e Feira das Mulheres Pretas.

IDEALIZAÇÃO

Idealizado pela cantora Dorina Barros (RJ), o projeto une as rodas de samba femininas, assim como cantoras e instrumentistas de samba de todo o país, criando uma rede entre as artistas e aumentando as trocas culturais, além de fortalecer a divulgação da força feminina do samba. A primeira edição aconteceu em 24 de novembro de 2018 e homenageou, em vida, a madrinha do samba, Beth carvalho, reunindo 10 cidades nacionais e duas internacionais: Belo Horizonte e Juiz de Fora (MG), Brasília (DF), Curitiba e Londrina (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP), La Plata e San Martín de Los Andes, estas duas últimas na Argentina.

SERVIÇO:

Encontro Nacional de Mulheres na Roda de Samba

Data: 9 de novembro, às 15h

Local: Terra Café Bar - Rua Bispo Cardoso Ayres, 467, Boa Vista

Entrada: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada) + 1kg de alimento não perecível

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias