RAPPER

Jay-Z não enganou Marina Abramovic, esclarece instituto da artista

A organização pediu desculpas e afirmou que está buscando medias para a reconciliação da questão

Folha Press
Folha Press
Publicado em 21/05/2015 às 10:56
AFP
A organização pediu desculpas e afirmou que está buscando medias para a reconciliação da questão - FOTO: AFP
Leitura:

O MAI (Instituto Marina Abramovic) pediu desculpas ao rapper Jay-Z e à artista nesta quarta-feira (20), assumindo que não informou Abramovic sobre as doações do músico à instituição artística.

Em entrevista à revista "Spike", a performer sérvia Marina Abramovic disse ter sido "completamente usada" por Jay-Z, que não teria cumprido o que combinaram quando ela colaborou com o clipe Picasso baby, em 2013. "Ele adaptou meu trabalho sob uma condição: que ele ajudaria meu instituto, o que ele não fez."

Na quarta-feira (20), a marchand e produtora do clipe, Jeanne Rohatyn, disse ao site Artnet que tinha um recibo que comprovava que Jay-Z havia feito uma "doação substancial" ao MAI.

Ainda ontem, a instituição divulgou um comunicado em que admitia ter falhado em comunicar à artista sobre a doação: "Marina Abramovic não foi informada sobre a doação de Shawn 'Jay-Z' Carter há dois anos". A organização pediu desculpas aos dois e disse que tem tomado as "medidas apropriadas para reconciliar essa questão".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias