PERNAMBUCANIDADE

Representação da cultura pernambucana no encerramento das Olimpíadas 2016 repercute entre músicos locais

Evento também rendeu brincadeiras entre os internautas

JC Online
JC Online
Publicado em 22/08/2016 às 11:13
Divulgação
Evento também rendeu brincadeiras entre os internautas - FOTO: Divulgação
Leitura:

A participação massiva de representantes da cultura pernambucana foi um dos pontos altos do encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, durante a noite de ontem, no Maracanã, Rio de Janeiro. Com apresentações da Orchestra Santa Massa, de Lenine e de uma homenagem ao Mestre Viltalino com seus bonecos de barro dançando ao som de Asa Branca, de Luiz Gonzaga, a festa deu o que falar entre artistas locais e também entre o público que  assistiu ao espetáculo.

A cantora Isaar, que participou da cerimônia com a Orchestra Santa Massa, usou sua conta no facebook para comentar o evento. "A Cultura Brasileira é um bem de enorme valor. Ela representa nossa nação e nos faz povo. Através dela nos enxergamos, nos entendemos e evoluímos. Ontem, em horário nobre de TV, fomos todos convidados a reverenciá-la. Milhares de voluntários e profissionais ligados a arte. Nenhum vagabundo. Nenhum em busca de emprego. Todos em busca de levar e elevar nossa beleza pelo mundo afora", escreveu ela.

O cantor Lenine, que interpretou uma versão de sua música Jack Soul Brasileiro, feita especialmente para os Jogos, também se pronunciou através da rede social. "Pernambuco falou para o mundo: ah, é Santa Massa! Dj Dolores! Maestro Spok! Salve Jacinto Silva, Luiz Gonzaga e Mestre Vitalino! A ?#‎CerimôniadeEncerramento? mostrou o nosso DNA, com um bocado de ousadia e refinamento. Valeu Alê Siqueira, parabéns por essa linda festa. E, claro, os amigos Grupo Corpo, Martinho da Vila, Barbatuques, Roberta Sá, Mariene de Castro, Ganhadeiras de Itapuã e equipe ?#‎Rio2016?!", disse.

Alexandre Garnizé, percussionista pernambucano residente no Rio, considerou a ocasião um dos momentos mais significantes dentro das Olimpíadas. "Acho que foi um momento mais significante dentro das Olimpíadas, visto que as casas de matrizes africanas e indígenas tinham sido excluídas do encontro ecumênico. Acho que foi um momento importante... O momento de afirmação de nossa identidade afro indígena Brasuca", pontuou.

O Twitter também foi plataforma para os artistas comentarem as apresentações. Também morando na cidade sede dos Jogos, o recifense Tibério Azul brincou: "Já homenagearam Recife, Olinda e agora Caruaru. Mais um pouco e Pernambuco vai exigir direitos autorais dessa festa aí...E agora Lenine. Gente, eu tento ser um pernambucano humilde. Juro que tento. Mas vocês não deixam" O cantor China celebrou o Frevo sendo tocado para o mundo: "É frevo, meu bem! A música pernambucana me enche de orgulho!".

PÚBLICO

O destaque recebido pela cultural local rendeu comentários divertidos entre os internautas. "Eu não acredito que o encerramento das Olimpíadas foi em Pernambuco", publicou uma usuária do Twitter.

Na manhã desta segunda (22), a hashtag #Recife2024, sugerindo uma edição dos Jogos Olímpicos na capital de Pernambuco, já figurava entre os assuntos mais comentados no microblog.

Até uma programação composta exclusivamente por esportes e locais bem conhecidos dos recifenses, como a Avenida Caxangá e a Ilha do Retiro, foi elaborada pelos mais empolgados.

>> Confira:

Últimas notícias