ALIMENTO

Músicos exibem talento culinário

Profissionais da cena musical repassam receitas e falam do amor pela comida no livro 'Músicos na Cozinha'

Nathália Pereira da Costa
Nathália Pereira da Costa
Publicado em 25/05/2017 às 10:25
Foto: Flora Pimentel/Divulgação
Profissionais da cena musical repassam receitas e falam do amor pela comida no livro 'Músicos na Cozinha' - Foto: Flora Pimentel/Divulgação
Leitura:

A relação entre culinária e música sempre foi constante na vida da produtora cultural Ana Garcia. Filha do maestro Altino Garcia e de Ana Lúcia Altino, pianista e cozinheira de talentos equivalentes, ela folheava os livros maternos de receitas, enquanto a mãe extraía o som das teclas ou preparava seus famosos filhoses, entre outros quitutes. Um desses livros que particularmente lhe capturou a atenção foi Jazz Cooks.

O volume descrevia a relação que alguns jazzistas mantinham com os prazeres do fogão e da mesa. Habituada a materializar ideias, ela pensou de pronto: “Por que não?”. Inscrito e aprovado no Funcultura, o livro Músicos na Cozinha ganha sua primeira edição, lançada hoje, às 21h, no Barchef, em Casa Forte. Com 120 páginas e entrevistas feitas por Ana Garcia, Alexandra Cisneiros e Jarmeson de Lima, com capa e design de Raul Luna, o livro compila 31 músicos pernambucanos (ou com forte vínculo com o Estado) que revelam seus segredos e preferências nas panelas, ao mesmo tempo em que situam sua linha de ação no campo da música.

“Há quem ache que cozinhar é tão difícil quanto gravar um disco. O aprendizado, assim como na maioria das profissões, vem da necessidade. Boa parte das receitas foram feitas pelos músicos quando vieram a morar sós, juntando a isso suas memórias de infância com as tradições familiares. Os leitores e fãs dos músicos entrevistados vão encontrar relatos únicos com receitas distintas desses chefs de cozinha ocasionais.

Uma pequena entrevista introdutória, no estilo questionário, abre a publicação e nos dá um divertido ângulo de observação para as preferências particulares. Como a de Alessandra Leão, que define enfaticamente: “Alho é vida”.

PRATO FAVORITO

A julgar pelo que lemos na resposta à pergunta “qual o seu prato favorito?”, as especialidades regionais ganham com folga na preferência do elenco entrevistado: Publius (arrumadinho), Zé Cafofinho (galinha de cabidela), Cristiano Bastos (carne -de-sol), Isaar (cozido), Cannibal (pirão de guiamum).

Nem a “mamma” Altino escapa a esta tendência, apesar de ter morado na Alemanha, nos Estados Unido e Suécia. Ela, que está no livro com seus lendários filhoses, se mostra multifacetada em prendas. “Nos EUA, minha feijoada era famosa, assim como o pudim de leite”, revela.

Hélder Aragão, o DJ Dolores, faz uma ponte com a saudosa paçoca de sua avó, triturada no pilão, oferecendo um cuscuz marroquino.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias