Incentivo

Caminhada Rumos, do Itaú Cultural, chega ao Recife

Evento no Teatro Apolo esclarecerá dúvidas em relação ao edital Rumos

JC Online
JC Online
Publicado em 26/09/2019 às 13:00
Denise Andrade/Divulgação
Evento no Teatro Apolo esclarecerá dúvidas em relação ao edital Rumos - FOTO: Denise Andrade/Divulgação
Leitura:

A Caminhada Rumos, que vai percorrer todas as capitais do Brasil, chega ao Recife nesta quinta-feira (26). Com as presenças de Ana da gerente do Núcleo de Comunicação do Itaú Cultural, Ana de Fátima Sousa, e o gerente do Núcleo de Música da instituição, Edson Natale (gerente do núcleo de música), a ação, gratuita, acontece a partir das 19h, no Teatro Apolo. As senhas serão distribuídas 1h antes da apresentação.

O objetivo do encontro é esclarecer dúvidas e capacitar artistas e produtores a se inscreverem no edital Rumos, que contempla as mais diversas linguagens artísticas e linhas de pesquisa. A reunião terão intérpretes em Libras.

SOBRE O RUMOS

Com 22 anos de existência e 19 edições, o Rumos é um dos programas de incentivo à cultura mais longevos do Brasil. Desde então, já recebeu mais de 64,6 mil inscrições, das quase 1,4 mil propostas foram contempladas. Em 2013, o edital passou por uma reestruturação profunda, com a instituição de um único processo seletivo para todas as linguagens artísticas e culturais, privilegiando a criação e a ideia artística.

Podem participar pessoas físicas com idade mínima de 16 anos; duplas, trios, coletivos ou grupos, que podem se inscrever como pessoa jurídica ou física; e estrangeiros, que podem se inscrever como pessoa física ou com MEI, desde que a pessoa jurídica já esteja devidamente constituída. Todos os projetos devem tratar de arte e da cultura brasileira em qualquer expressão artística ou intelectual. As inscrições estão abertas até o dia 18 de outubro no site do Itaú Cultural.

NOVIDADES

Este ano, entre as mudanças do edital Rumos estão a impossibilidade de alteração de proponente caso o projeto venha a ser contemplado, e o estabelecimento de um teto de R$ 70 mil para propostas de pessoa física. Outra novidade é a possibilidade do proponente inscrever seu projeto utilizando o nome social.

Últimas notícias