MULTISHOW

Tatá Werneck pede desculpas após ex-miss Brasil reclamar de piadas com KLB

Natália Guimarães, casada com Leandro do KLB, falou em suas redes sociais sobre o quanto tinha ficado chateada com Tatá

JC Online
JC Online
Publicado em 26/10/2017 às 14:15
Foto: Reprodução
Natália Guimarães, casada com Leandro do KLB, falou em suas redes sociais sobre o quanto tinha ficado chateada com Tatá - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Após fazer piadas sobre o grupo KLB no Prêmio Multishow 2017, no qual era apresentadora junto de Fábio Porchat, Tatá Werneck achou melhor se desculpar. Ela recebeu críticas de Natália Guimarães, Miss Brasil 2007 e mulher de Leandro, um dos cantores do trio.

Natália Guimarães afirmou nos Stories do Instagram que se sentiu incomodada com a forma com que Tatá e o humorista Fabio Porchat trataram o KLB.

"Tatá, eu amo você, assisto a tudo o que você faz e o Porchat também. Mas ver vocês desdenhando daquela forma do KLB foi de partir o coração. Uma banda que vendeu mais de sete milhões de discos! Falar que não são mais da música? Falar que estão mortos?", disse ela, inconformada com as brincadeiras dos apresentadores do evento.

RESPOSTA

A apresentadora respondeu na mesma rede: "Ontem teve o Prêmio Multishow, e aí a Natália, que é gata num grau que não tem aqui na Terra, falou que a gente foi indelicado com os meninos do KLB", afirmou Tatá. "Eu queria te pedir desculpas, pois jamais foi minha intenção."

"Minha intenção realmente não era ofender eles, peço milhões de desculpas, mesmo, não é vergonha nenhuma pedir desculpas, vergonha é você usar de alguém e depois não reconhecer o erro. Então, desculpa", disse ela, que ainda chamou os integrantes do grupo de talentosos ao pontuar que Paul McCartney já foi ao estúdio do KLB.

Em seu último Stories, Natália publicou foto em que dizia que seu coração não se enganou e disse que Tatá era a "melhor pessoa".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias