TRABALHO

Profissional pode impulsionar a carreira mesmo durante as férias

Trabalhador pode fazer curso, trabalho voluntário, aprender algum idioma e avaliar o que poderia ter feita de melhor

Rossini Gomes
Rossini Gomes
Publicado em 05/01/2015 às 8:00
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Trabalhador pode fazer curso, trabalho voluntário, aprender algum idioma e avaliar o que poderia ter feita de melhor - FOTO: Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Leitura:

Descansar durante as férias é o desejo de todo funcionário, mas, ainda assim, o profissional pode tornar esse momento estrategicamente proveitoso para impulsionar a carreira. E essa atitude independe da área de atuação.

A sócia e consultora da Ágilis RH, Eline Nascimento, afirma que é possível se atualizar sobre a área em que atua no período de descanso. “O profissional pode aproveitar para fazer um curso específico na área, para investir em alguma língua estrangeira ou mesmo para fazer uma viagem para aperfeiçoar o idioma que já sabe, ou para ler um livro técnico que considera interessante. Ele vai ler com menos pressão. E hoje em dia, com os tablets, é até mais viável, caso ele viaje para algum local e não queria ler o livro”, aponta.

Além de fazer um curso, a consultora lembra que o trabalhador pode ainda utilizar o período de férias para se informar sobre cursos, capacitações, especializações ou pós-graduação que serão oferecidos enquanto estiver trabalhando. “É uma atividade que muitos não tem tempo de fazer por causa do trabalho”, aponta Eline, que atua também na TGI Consultoria em Gestão.

Mesmo de férias, é possível ainda fazer uma rede de contatos (networking), mas é preciso parcimônia. “A pessoa pode estar num hotel, resort ou cruzeiro, por exemplo, e encontrar alguém da mesma área de atuação. A vontade é de conversar sobre o setor, mas tem que ter cuidado para não falar só sobre trabalho e se tornar uma pessoa inconveniente e estragar o descanso do outro”, salienta.

As férias são também um momento de avaliar quais pontos a pessoa precisa desenvolver para ser um profissional melhor, além de fazer um planejamento viável daquilo que pode ser realizado para poder crescer na carreira, diz Eline. “Ou seja, é um período de descanso do corpo e da mente e de reflexão, para voltar ao trabalho com bastante gás”, conclui.

VOLUNTARIADO - A consultora acrescenta que o período de férias é bastante oportuno para desempenhar algum trabalho voluntário. “Na verdade, é uma prática que independe de o profissional estar ou não de férias. Mas, como afastado do trabalho ele tem mais tempo, é ideal que faça, sim”, avalia. “E isso vai além de contar pontos no currículo. É uma prática enriquecedora”, destaca, lembrando que, em outros países, o trabalho em prol do outro, sem compensação financeira, é bastante comum. “Ainda não há um hábito entre os brasileiros.”

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias