Mercado de Trabalho

Saiba como o Networking pode beneficiar a sua carreira

Desenvolver uma rede de relacionamentos, também conhecido como Networking, é bastante positivo na vida profissional

Fiamma Lira
Fiamma Lira
Publicado em 10/04/2017 às 7:00
Guga Matos/JC Imagem.
Desenvolver uma rede de relacionamentos, também conhecido como Networking, é bastante positivo na vida profissional - Guga Matos/JC Imagem.
Leitura:

Networking – pode parecer uma palavra estranha, mas tem sido uma realidade constante no mercado de trabalho. Quem nunca ouviu falar de uma pessoa que estava desempregada e conseguiu um novo emprego através de um contato com um antigo colega de trabalho? Ou de uma pessoa que precisava de um acesso a uma organização e conseguiu com mais facilidade? Esses são exemplos típicos de alguém que possui uma boa rede de contatos. Bastante valorizado no mundo empresarial, saber desenvolver e manter relacionamentos no ambiente de trabalho têm sido fundamental.

“O networking facilita o andamento das questões de trabalho. Há uma facilidade de acesso a uma determinada empresa e de informação”, afirma a consultora de recursos humanos da Ágilis Consultoria RH, Georgina Santos. Ela comenta que não há nenhum problema em conseguir uma vaga de trabalho através de indicação. “A questão do QI (Quem indica) ajuda na entrada de uma pessoa numa empresa, mas não deve influenciar na permanência dentro da instituição”, frisa.

Ter uma rede de relacionamentos não é novidade. No entanto, o desemprego tem feito com que o método seja adotado com muito mais frequência. “Rede de contatos profissionais é algo que sempre existiu, mas agora tem sido mais utilizado pelas pessoas, visto que há poucas divulgações de vagas. Os processos seletivos estão cada vez mais escassos. Eu, por exemplo, recebo mais currículos agora do que quando o mercado estava aquecido”, aponta Georgina.

“O networking é uma ferramenta extremamente importante porque abre portas. Não apenas para conseguir um novo emprego. Mas também para prestação de serviços nas empresas. É uma oportunidade para se conectar com outras pessoas. É uma troca de aprendizado e conhecimento”, enfatiza a Gerente de Recursos Humanos do Grupo Ser Educacional, Irenilda Barbosa.

DICAS E CUIDADOS

Irenilda comenta sobre a necessidade de ter cautela na hora de utilizar o networking. “A prática deve ser feita de modo cuidadoso, da forma correta. Porque o que muitas vezes acontece é que as pessoas passam bastante tempo sem ter contato com ex-colegas de trabalho e só recorrem no momento que precisam. Isso é prejudicial, pois passa uma mensagem negativa, de que alguém só busca o outro por interesse numa vaga. Isso tem de ser feito de modo constante e espontâneo, não de modo forçado”, alerta.

Vale ressaltar que existem diversas formas de se promover uma boa rede de relacionamentos e que elas variam dependendo do que o profissional procura, seja uma recolocação no mercado ou o primeiro emprego. “Para quem busca uma primeira oportunidade, o ideal é conversar com colegas ou professores do curso que estuda, participar de eventos, encontros, palestras e seminários da área que deseja atuar, são boas maneiras de construir uma boa rede de contatos. Porque através disso o jovem vai conhecer novas pessoas, trocar conhecimentos e ideias naquele espaço. É uma ótima oportunidade de agregar valor na trajetória profissional”, destaca Irenilda.

No entanto, o modo como isso tem de ser conduzido exige atenção. “O interessante é ao procurar antigos colegas de trabalho, ex-chefes, ex-gestores, colegas do tempo da escola ou da faculdade combinar pra ir tomar um café, almoçar juntos, para conversar sobre assuntos em comum, não apenas ligados ao mundo corporativo. Participar dos encontros na empresa, de eventos profissionais e promover trocas de experiências e interação com essas pessoas”, aconselha a Gerente de RH do Grupo Ser Educacional.

“O networking está na esfera de relacionamento. É bastante positivo e não existe restrições. Redes sociais, como Facebook e Linkedin, são ferramentas importantes para estabelecer essa rede”, analisa a diretora do ManpowerGroup, Márcia Almström. Um dado interessante comentado por ela é que 75% das pessoas conseguem se recolocar no mercado de trabalho através do networking. O levantamento foi produzido pela Right Management, empresa pertencente à ManpowerGroup.

NA PRÁTICA

André Ranieli é um exemplo de alguém que colheu bons frutos na vida profissional por causa de uma boa rede de relacionamentos. Ele atualmente ocupa o cargo de gerente administrativo-financeiro. “Trabalhei numa multinacional na área financeira e sempre tive um relacionamento muito bom com as pessoas da área bancária e fui indicado por um superintendente de um banco do Estado”, comenta.

Ranieli explica que, nessa época, estava procurando uma nova oportunidade de trabalho que lhe permitisse se estabelecer novamente no Recife e falou sobre isso com um economista de sua rede de contatos. Quando ele soube da vaga, imediatamente veio conversar comigo, falou com a consultora responsável pelo processo e me incluiu na seleção”, explica.
André acredita que é fundamental ter networking no mercado de trabalho atualmente. “É uma excelente estratégia. Quem tem uma indicação e uma referência está a um passo à frente”, destaca.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias