ECONOMIA

Ar-condicionado: saiba como economizar

Confira dicas de como usar o aparelho de forma consciente e econômica

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 18/11/2015 às 6:00
Guga Matos/JC Imagem.
Confira dicas de como usar o aparelho de forma consciente e econômica - FOTO: Guga Matos/JC Imagem.
Leitura:

Hoje, vamos falar sobre o consumo de energia do Ar-condicionado, grande vilão do consumo porque apresenta potências altas. Na coluna anterior falamos sobre o cálculo do consumo de energia (kWh) e estamos relembrando a fórmula para o cálculo do seu aparelho de ar-condicionado.

BR_JC_10: JC-ECONOMIA-1_MATERIAL <1111_03_ECO_03> [JC1] ... 11/11/15

Olhando na listagem de condicionadores de ar disponíveis no mercado para uso residencial, temos potências que variam de 550W(5.500 BTU/h) a 3.230W(30.000 BTU/h). O consumo de energia em uso por 8 horas/dia, mensalmente, seria de 92,8 kWh a 542,4 kWh. Reduzindo 30% desse consumo, já que os compressores não trabalham ininterruptamente, esse gasto seria, em reais, de R$ 53 a R$ 309, mensalmente. No mercado há diversos tipos de aparelhos condicionadores de ar como Janela, Split Hi-Wall, Split Piso-Teto e Split Cassete (instalados no teto).

Os modelos com tecnologia convencional têm início lento, levam mais tempo para alcançar a temperatura programada e essa temperatura oscila entre duas extremidades (frio e quente) e nunca estabilizam, o que leva a picos de consumo. Os modelos com tecnologia inverter rapidamente alcançam a temperatura desejada, mantendo a temperatura de conforto por todo o tempo, regulando os picos de flutuação de energia alternando a velocidade do compressor e isso permite economia de energia de 30% a 60%. As tabelas do Selo Procel e Ence/Inmetro contêm o consumo de energia de todos os tipos e modelos de ar-condicionando disponibilizados pelo mercado, calculados por uma hora com uso mensal. Acesse os sites www.procelinfo.com.br e www.inmetro.gov.br e obtenha essa informação. Como a potência desse equipamento é alta, o ideal é usar nas estações mais quentes por períodos menores e escolher sempre a capacidade que mais se adequa ao ambiente que será utilizado.

Os sites da Consul e da Springer disponibilizam uma calculadora on-line para cálculo aproximado da capacidade (BTU/h), levando em consideração a área do ambiente, quantidade de pessoas, orientação geográfica, presença de janela, cortinas e potências de outros equipamentos. Lembramos que, quanto menor a temperatura do termostato, maior o consumo energético. O ideal é ficar entre 22?C a 24?C, pois a diminuição da temperatura pode aumentar o consumo em até 7% por grau de redução de temperatura.

(Fonte: Eco Desenvolvimento)

 

DICAS

  • Limpe regularmente os filtros
  • Mantenha janelas e portas fechadas
  • Proteja a parte externa do ar-condicionado dos raios solares
  • Não obstrua a saída do ar
  • Desligue quando desocupar os ambientes
  • Automatize o sistema sempre que possível
  • Escolha aparelhos com a tecnologia inverter
  • Compre sempre aparelhos com termostatos
  • Instale em pontos mais altos
  • Associe o uso com ventiladores de teto, pois assim as temperaturas podem ficar mais confortáveis, economizando energia

 

Últimas notícias