Irregularidades

Anvisa suspende fabricação, venda e propaganda de cosméticos

Foi constatada a fabricação e a comercialização de cosméticos sem registro, notificação ou cadastro na Anvisa, por empresas desconhecidas e que não têm autorização de funcionamento

Da ABr
Da ABr
Publicado em 05/01/2015 às 9:51
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Foi constatada a fabricação e a comercialização de cosméticos sem registro, notificação ou cadastro na Anvisa, por empresas desconhecidas e que não têm autorização de funcionamento - FOTO: Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta segunda-feira  (5) no Diário Oficial da União suspende, em todo o país, a fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e o uso dos seguintes cosméticos:

- Speed Hair, Complex Reduction, selagem térmica, 1l, fabricado por Denco Indústria e Comércio de Cosméticos Ltda. - EPP

- Trend Liss, tratamento italiano “Capelli Perfetti” cosméticos, argan oil, selante térmico, 1l, fabricado por Eternity Cosméticos

- Larissa Hair, máscara hidratante, 300 mg (fabricante desconhecido)

- Prolab, Fly Professional, 1l (fabricante desconhecido)

- Tratamento Capilar Indiano, Zahhara Profissional, redutor, 1l, fabricado por Marco Antonio de Souza Cosméticos

De acordo com o texto, foi constatada a fabricação e a comercialização de cosméticos sem registro, notificação ou cadastro na Anvisa, por empresas desconhecidas e que não têm autorização de funcionamento.

A resolução determina ainda a apreensão e a inutilização das unidades dos cosméticos encontradas no mercado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias