Educação

Pronatec Aprendiz para microempresas será lançado semana que vem, diz ministro

O programa deve custear o treinamento dos jovens, para aumentar a inserção de adolescentes no mercado de trabalho

Da ABr
Da ABr
Publicado em 07/07/2015 às 22:10
Foto: Jane de Araújo/ Agência Senado
O programa deve custear o treinamento dos jovens, para aumentar a inserção de adolescentes no mercado de trabalho - FOTO: Foto: Jane de Araújo/ Agência Senado
Leitura:

O governo federal deve anunciar na próxima semana a ampliação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para que micro e pequenas empresas possam contratar jovens aprendizes com auxílio do governo, informou nesta terça-feira (7) o ministro do Trabalho, Manoel Dias.

Ele participou de reunião com os ministros da Educação, Renato Janine Ribeiro, e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, para acertar detalhes da ação, que também envolve a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. O programa deve custear o treinamento dos jovens, para aumentar a inserção de adolescentes no mercado de trabalho.

“O governo vai contratar o Sistema S para promover a qualificação profissional dos trabalhadores - menores aprendizes -, para que sejam contratados pelas micro e pequenas empresas”, afirmou Dias. Segundo o ministro, o programa será lançado dia 14 de julho.

O Sistema S reúne, entre outros, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Criado em 2011, o Pronatec oferece gratuitamente cursos de educação profissional e tecnológica.

Segundo o Ministério da Educação, a nova versão do Pronatec deve atender jovens a partir dos 14 anos, matriculados no ensino regular. Durante o programa, o aprendiz deve receber salário pelo expediente de 4 a 6 horas diárias, fora do horário escolar.

Em junho, durante cerimônia para comemorar a marca de 5 milhões de microempreendedores individuais, a presidenta Dilma Rousseff disse que o programa deveria ser lançado até este mês, e defendeu o acesso dos adolescentes ao mercado de trabalho como forma de afastá-los da violência.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias