FAZENDA

''Nossa agenda de reformas reduziu a inflação'', garante Henrique Meirelles

O menor valor da inflação para o mês de maio foi registrado até então em 2007, quando ficou em 0,28%

JC Online e Agência Estado
JC Online e Agência Estado
Publicado em 09/06/2017 às 13:50
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O menor valor da inflação para o mês de maio foi registrado até então em 2007, quando ficou em 0,28% - FOTO: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

A divulgação de que o índice de Preço Amplo ao Consumidor (IPCA) variou 0,31% no mês de maio, menor índice para o mês desde 2007, deu ânimo para o governo reafirmar a eficácia das políticas econômicas adotadas. Por meio do Twitter, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a "agenda de reformas" tem garantido a a retomada do poder de compra dos brasileiros.

"Em doze meses, a inflação está em 3,6%, bem abaixo da meta. Nossa agenda de reformas reduziu a inflação e garante a retomada do poder de compra dos brasileiros", escreveu.

 

O menor valor da inflação para o mês de maio foi registrado até então em 2007, quando ficou em 0,28%, conforme informou nesta sexta-feira (9) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa acumulada pelo IPCA no ano foi de 1,42% até maio. Já o acumulado nos 12 meses até maio passado (3,60%) é a taxa mais baixa desde maio de 2007, quando o acumulado foi de 3,18%.

Analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, da Agência Estado, consideraram que o resultado de maio de 2017 ficou dentro do intervalo das estimativas, que iam de uma taxa de 0,25% a 0,53%, com mediana de 0,47%.

Encontro bilateral

Em Paris, Meirelles disse esperar pela continuidade da tramitação da reformas trabalhista e da Previdência. “A minha expectativa é de que as reformas continuem. Pode ter um ajuste de cronograma, mas não deve ser prolongado”, disse. “Não há mudança da disposição de fazer as reformas, que são fundamentais para o país. O ministro participa de encontro bilateral com o ministro de Economia da França, Bruno Le Maire.

 

 

Últimas notícias