BÔNUS DE ASSINATURA

Governo espera R$ 106 bi com megaleilão de petróleo marcado para 28 de outubro

Esse é o valor fixo que será pago ao governo por quem vencer o leilão para ter direito de explorar o petróleo nos próximos 35 anos

Ana Tereza Moraes
Ana Tereza Moraes
Publicado em 18/04/2019 às 12:37
Notícia
Foto: Agência Brasil
Esse é o valor fixo que será pago ao governo por quem vencer o leilão para ter direito de explorar o petróleo nos próximos 35 anos - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

O governo definiu em R$ 106,561 bilhões o valor que do bônus de assinatura que será pago pelas empresas vencedoras do megaleilão de petróleo marcado para 28 de outubro, informou na quarta-feira, 17, o ministro da Economia, Paulo Guedes, depois da reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

O bônus de assinatura é um valor fixo que será pago ao governo por quem vencer o leilão para ter o direito de explorar o petróleo nos próximos 35 anos. Além desse valor, as empresas terão que dar um parcela mínima de óleo explorado para o governo - entre 19,82% a 27,65%.

Preferência

Serão leiloadas quatro áreas: Atapu, Búzios, Itapu e Sépia. Vence quem oferecer maior parcela de óleo para o governo. A Petrobras tem direito de preferência, o que significa que, se ela quiser, ela poderá ser sócia com pelo menos 30% em cada área. A empresa terá 30 dias para informar se exercerá esse direito de preferência.

A estimativa da Agência Nacional de Petróleo (ANP) é que tenha de 6 a 15 bilhões de barris de petróleo na área a ser leiloada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias