Negócios

Ações da Petrobras sobem e podem ser bom negócio na bolsa

Anúncio da Caixa Econômica de que venderia suas ações da Petrobras aqueceram o mercado

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 12/06/2019 às 7:01
Notícia
Foto: Agência Brasil
Anúncio da Caixa Econômica de que venderia suas ações da Petrobras aqueceram o mercado - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

As ações da Petrobras (PETR3; PETR4) fecharam em alta na Bovespa nessa terça-feira (11). As ações ordinárias (ON) tiveram um crescimento de 2,04% e ficaram em R$ 29,95. As preferenciais (PN) cresceram 1,91%, fechando em R$ 27,16. A alta aconteceu um dia depois da Caixa Econômica Federal (CEF) anunciar que fará uma oferta secundária das ações ON que detém na estatal, em operação que deve movimentar mais de R$ 7,2 bilhões.

A CEF é detentora de 3,2% da Petrobras e tentará vender 241,34 milhões de ações. Desse total a ser negociado, 24% serão destinados a pequenos investidores, sendo que 2% vão para funcionários da Petrobras e da Caixa que queiram comprar essas ações. Prospecto divulgado anteontem pela petrolífera aponta que o valor mínimo da compra por pequenos investidores é de R$ 100, e o máximo, de R$ 1 milhão.

Para o diretor de Investimentos da Finacap, Luiz Fernando Araújo, essa pode ser uma boa oportunidade de negócios para empresas. "Os papéis da Petrobras já estão disponíveis na bolsa e são de maior liquidez. Por isso a preferência pelos ordinários. Então esse volume que está entrando agora é mais para investidores institucionais ou estrangeiros que têm uma demanda maior, em termo de valor financeiro", avaliou.

A CEF é detentora de 3,2% da Petrobras e tentará vender 241,34 milhões de ações

Já para negócios envolvendo pessoas físicas, Luiz Fernando pondera: "A ação já é bem líquida, a não ser que você vá comprar um volume grande, não sei se faz sentido você como pessoa física, com volume pequeno, entrar nessa oferta gerada pela Caixa. Mas as ações da Petrobras podem ser compradas a qualquer momento, e são ações já estão na nossa carteira, é recomendada porque é uma empresa que tem melhorado muito os resultados, desde a descoberta do pré-sal."

Os interessados em participar da oferta da Caixa Econômica precisa reservar as ações junto às corretoras até o dia 24 de junho. O preço por ação será fixado no dia 25 de junho, e a liquidação ocorrerá três dias depois, no dia 28 do mesmo mês. A oferta será coordenada por UBS, Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch e XP Investimentos.

Na opinião do coordenador do MBA em Gestão Financeira da FGV, Ricardo Teixeira, as mudanças na gestão da Petrobras fazem com o investidor tenha mais segurança de estar fazendo um bom negócio ao comprar as ações da petrolífera. "As ações da Petrobras, historicamente, têm se mostrado um bom negócio para quem que as detém. A empresa, nos últimos anos, por causa da questão da Lava Jato, passou pro dificuldades em 2016, mas tem se recuperado. Hoje estão num patamar intermediário e com bastante espaço para crescimento", explicou o professor.

Em 2008, as ações da Petrobras alcançaram seu valor mais alto, valendo R$ 50,99. Já em 2016, pressionada pelos desdobramentos da operação Lava Jato, a empresa viu sua maior desvalorização com os papéis valendo menos de R$ 5. Esse histórico comprova a necessidade de avaliar a política macroeconômica do País, e no caso da Petrobras, o mercado internacional do petróleo, antes de entrar no negócio.

Se você não se vê perdendo dinheiro, é bom ir com muita calma

Leandro Trajano, educador financeiro

"Vale ressaltar que essa não uma aquisição que a curto ou médio prazo dará retorno financeiro, a não ser que apareça algum fato novo. Mas provavelmente, pela recuperação que a empresa está passando, pode dar uma rentabilidade maior do que os investimentos conservadores", pontuou Ricardo Teixeira.

Em fevereiro deste ano, a estatal informou um pagamento de dividendos totalizando R$ 106,678 milhões, o que corresponde a R$ 0,019043 por ação preferencial. O valor foi pago em maio e significou um resultado positivo, já que a empresa registrou lucro líquido de R$ 25,8 bilhões em 2018, o primeiro resultado anual positivo em cinco anos e também o maior desde 2011.

MERCADO DE AÇÕES

O educador financeiro Leandro Trajano orienta que as pessoas interessadas em investidor no mercado de ações precisam estar cientes das possibilidade de perdas e ganhos de capital. “Em primeiro lugar você precisa de uma corretora de valores que trabalhará como intermediária. Algumas fazem algumas operações gratuitas, mas a maioria cobra por operação de compra e venda, por exemplo, e o valor depende de cada empresa”, contou Trajano.

Por causa dessa volatilidade do valor das ações, é importante que o investidor tenha uma reserva de dinheiro para eventualidades e o valor investido no mercado de ações esteja "livre para possíveis perdas". "Só podemos investir em renda variável aquele valor que podemos perder, arriscar. É importante saber seu perfil de investidor. Você tem tolerância a risco? Dormir com R$ 10 mil e perder 30% num intervalo de seis meses? Se você não se vê perdendo dinheiro, é bom ir com muita calma", alertou Leandro Trajano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias