CRÉDITO

FGTS: 35% do saldo de contas ativas pode ser liberado para saque

Junto com a liberação de fundos, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep

JC Online
JC Online
Publicado em 17/07/2019 às 7:56
Notícia
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Junto com a liberação de fundos, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep - FOTO: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

Visando injetar R$ 42 bilhões na economia do país ao aumentar o poder de compra e, assim, atingir a projeção de crescimento de 0,81% no PIB, o Ministério da Economia estuda permitir a trabalhadores o saque de até 35% do recursos de contas ativas, ou seja, dos contratos de empregos atuais, no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Junto com a liberação de fundos do FGTS, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep.

A liberação seria feita pela data do aniversário. Aqueles que já fizeram aniversário este ano teriam direito ao benefício assim que for autorizado.

De acordo com fontes a par do assunto, a autorização dos saques deve ser feita na seguinte proporção:

Quem tem até R$ 5 mil no FGTS, poderia pegar 35% do saldo; 

Trabalhadores com até R$ 10 mil no fundo teriam autorização para sacar 30%;

O percentual de quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS ainda não foi definido;

Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

Trabalhador demitido

O governo também estuda limitar o saque da totalidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores demitidos sem justa causa. Hoje, quem é demitido sem justa causa pode retirar toda a verba que tem no fundo, com rendimentos, além de uma multa de 40% sobre esse valor.

Segundo as fontes, que pediram anonimato, a ideia de limitar ou impedir o saque na demissão por justa causa é uma ideia que está sendo discutida. A medida também acabaria com falsos acordos entre empresas e trabalhadores de demissão nesta condição apenas para permitir o saque do FGTS ao empregado.

Confira seu saldo

Consulte seu extrato do FGTS pelo site oficial do programa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias