BONS MODOS

Funcionário deve ficar atento para não extrapolar na confraternização da empresa

Veja infográfico sobre o qual especialista comenta sete pontos: convite, roupa, comida, bebida, dança, paquera e tempo de permanência

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 15/12/2014 às 10:00
Leitura:

“A regra básica é: lembre-se que na segunda-feira a vida continua no trabalho”. O conselho da doutora em comportamento organizacional Sônia Calado é destinado aos profissionais que participarão da festa de fim de ano da empresa, evento comumente realizado no mês de dezembro.

Infográfico

A etiqueta na festa da confra

No infográfico ao lado, a doutora comenta algumas atitudes que devem ser adotadas durante o evento (convite, roupa, comida, bebida, dança, paquera, tempo de permanência). De modo geral, ela diz que a postura não deve se chocar contra os valores da empresa. “Embora seja uma festa, o evento é corporativo, não é nada mais do que uma reunião social da organização”, destaca a mestre em administração da Faculdade Guararapes.

Apesar dos conselhos, Sônia destaca que o comportamento dependerá da cultura da empresa. “As organizações têm valores, que não são necessariamente iguais”, pondera.

Veja mais dicas com Carmen Peixoto

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias