Automotivo

Fábrica da Jeep, em Goiana, inaugura no dia 28 de abril

Veículos da montadora já começaram a ser produziodos em regime de CKD

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 19/02/2015 às 7:00
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Depois de muitos desencontros de agendas da presidente Dilma Rousseff e do presidente-executivo mundial da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Sergio Marchionne, está agendada para o dia 28 de abril a inauguração da fábrica da Jeep, em Goiana (Zona da Mata Norte de Pernambuco). A abertura oficial da planta industrial vai acontecer após o lançamento nacional do Renegade (primeiro modelo produzido pela fábrica pernambucana), previsto para a primeira quinzena de abril. Após a apresentação ao mercado nacional, o jipinho começa a chegar à rede de concessionárias da marca no País.

A data da inauguração da fábrica foi anunciada pelo diretor-executivo de Manufatura da FCA, Stefan Ketter, à Agência EFE, na última terça-feira de Carnaval. No evento de abril, a presidente Dilma vai dirigir, simbolicamente, o Renegade número 1 da fábrica, mas a produção comercial da montadora já começou.

Os veículos estão sendo montados em regime de CKD (com partes e componentes dos automóveis vindo de outras fábricas). Isso porque o parque de fornecedores - formado por 16 empresas - será responsável pela produção de 17 linhas estratégicas de componentes, que correspondem a 40% da demanda de conteúdo nacional da planta pernambucana. A previsão é que 80% das autopeças do veículo sejam nacionais, com perspectiva de avançar nesse percentual. Na fase pré-operacional, a montadora fabricou 250 protótipos do Renegade.

Divulgação
Lançamento Mundial do Jeep Renegade, na Califórnia, Estados Unidos - Divulgação
Divulgação
Lançamento Mundial do Jeep Renegade, na Califórnia, Estados Unidos - Divulgação
Divulgação
Lançamento Mundial do Jeep Renegade, na Califórnia, Estados Unidos - Divulgação
Divulgação
Lançamento Mundial do Jeep Renegade, na Califórnia, Estados Unidos - Divulgação
Divulgação
Lançamento Mundial do Jeep Renegade, na Califórnia, Estados Unidos - Divulgação

Com área construída de 260 mil metros quadrados, a fábrica está distribuída cinco edifícios principais: Prensas, Funilaria, Pintura, Montagem e Centro de Comunicação. A planta tem capacidade projetada para fabricar 250 mil veículos por ano e é considerada o maior projeto industrial da história do grupo.

O Polo Automotivo Jeep foi planejado para ter o mais avançado padrão global de fabricação automotiva, aplicando em torno de 15 mil das melhores práticas do setor dentro do Sistema Word Class Manufacturing (WCM). A atenção está, principalmente, na excelência na produção e na otimização logística. Hoje, na fábrica e no parque de fornecedores trabalham 3 mil pessoas. De acordo com a FCA, desse total, 80% são pernambucanos. No pico da operação, a fábrica vai gerar 8 mil empregos diretos.

O Renegade terá preço entre R$ 70 e R$ 110 mil e vai competir com utilitários compactos como o EcoSport (Ford) e o Duster (Renault). Veja vídeo do carro:

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias