Trabalho

Recife tem a segunda maior taxa de desemprego do Brasil

Com 10,8% de taxa de desocupação, capital pernambucana só perde para Salvador

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 17/12/2015 às 12:25
Fotos Públicas
Com 10,8% de taxa de desocupação, capital pernambucana só perde para Salvador - Fotos Públicas
Leitura:

O Recife registra a maior taxa de desemprego para o mês de novembro desde 2007. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada nesta quinta-feira (17) pelo IBGE, a capital pernambucana apresentou taxa de desocupação de 10,8%. É a segunda maior entre as seis regiões metropolitanas pesquisadas no País, atrás apenas de Salvador (12,3%).

A taxa de ocupação caiu nos setores de construção civil e serviços. O rendimento médio, que vinha crescendo nos últimos anos em função da presença dos investimentos estruturadores, apresentou queda de 7,8% entre novembro de 2014 e igual mês de 2015. O valor foi reduzido de R$ 1.729,98 para R$ 1.594,30.

BRASIL

No País, a taxa de desemprego ficou em 7,5% em novembro. O índice é inferior ao observado em outubro (7,9%), mas superior ao registrado em novembro do ano passado (4,8%). O dado da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) foi divulgado nesta quinta (17), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e leva em conta seis regiões metropolitanas do país: Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

A população desocupada, de 1,8 milhão de pessoas, ficou estável em relação ao mês anterior, mas cresceu 53,8% na comparação com novembro de 2014. Já o número de pessoas ocupadas ficou em 22,5 milhões, estável em relação a outubro deste ano, mas 3,7% inferior ao total de novembro do ano passado.

O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado (11,3 milhões) manteve-se estável na comparação com outubro e recuou 4,6% na comparação com novembro de 2014.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias