INFRAESTRUTURA

Moreira Franco diz que vai apoiar o Arco Metropolitano

Arco Metropolitano é uma alça viária que ligaria os municípios de Igarassu a Suape sem passar pela congestionada BR-101

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 11/05/2017 às 15:00
Foto: ABr
Arco Metropolitano é uma alça viária que ligaria os municípios de Igarassu a Suape sem passar pela congestionada BR-101 - FOTO: Foto: ABr
Leitura:

O ministro-chefe da secretária-geral da Presidência da República Moreira Franco afirmou ontem que o governo federal pretende apoiar financeiramente o Estado na implantação do Arco Metropolitano, uma alça viária com cerca de 90 km, que ligaria a Mata Norte a Suape sem passar pelos trechos congestionados da BR-101 em Recife e em Jaboatão. O primeiro desse apoio seria ajudar o Estado a fazer um outro projeto do Arco Metropolitano. Atualmente, existem três projetos para o empreendimento. “A ideia será fazer o arco como obra pública”, complementou o vice-governador Raul Henry. Ambos deram uma entrevista coletiva no começo da tarde desta quinta-feira.

Moreira Franco também afirmou que o presidente Michel Temer (PMDB) vai vir a Pernambuco no próximo dia 19, quando deverá ser assinado um decreto devolvendo a autonomia ao Porto de Suape. Em 2013, a então presidente Dilma Rousseff (PT) sancionou uma lei portuária que concentrava as decisões sobre arrendamentos portuários em órgãos do governo federal. Isso fez paralisar novos empreendimentos em 19 portos do País, incluindo Suape.

Na visita a Pernambuco, Moreira Franco fez na manhã desta quinta-feira um sobrevoo em Suape com o vice-governador Raul Henry. O ministro foi ao Palácio do Campo das Princesas cumprimentar o governador Paulo Câmara (PSB). Depois disso, concedeu a entrevista coletiva.

Ainda de acordo com o ministro, há grupos chineses interessados em adquirir ações da Ferrovia Transnordestina, em obras há mais de 10 anos.O ministro é responsável pelo PPI, um grande programa de concessões do governo federal. No primeiro PPI, lançado por Dilma Rousseff foram incluídas concessões da BRs 232,101 e o futuro Arco Metropolitano.

FUTURA CONCESSÃO

Para Pernambuco, vem sendo analisada pelo governo federal um pacote de concessão com trechos das BRs 232, 101 e 408, não incluindo o Arco Metropolitano. O Arco foi retirado desse pacote, porque o pedágio ficaria muito caro para os motoristas, caso essa concessão se concretizasse.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias