Aluguel

Índice Fipe Zap mostra alta no valor do aluguel no Recife

Índice indica crescimento de 4,98% ao longo de 2017

Editoria de Economia
Editoria de Economia
Publicado em 16/01/2018 às 9:47
Foto: Ricardo B. Labastier/ Acervo JC Imagem
Índice indica crescimento de 4,98% ao longo de 2017 - FOTO: Foto: Ricardo B. Labastier/ Acervo JC Imagem
Leitura:

O valor do aluguel de imóveis anunciados no Recife sofreu um aumento de 4,98% ao longo de todo o ano passado. O número consolidado para 2017 é referente ao Índice FipeZap, que utiliza como base os valores informados em uma plataforma online. A cidade também se tornou a capital com a maior rentabilidade para locação. Apesar desse desempenho, especialistas afirmam que os valores de aluguel estão em fase de acomodação e praticamente não houve aumento.

“Não houve aumento de preços no Recife. Muitos desses imóveis são anunciados diretamente pelos proprietários, que podem não ter a informação dos valores de mercado”, analisa o primeiro vice-presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Pernambuco (Creci-PE), Petrus Mendonça.

A diferença entre a prática do mercado de corretores e os resultados do Índice FipeZap se dá principalmente pela baixa inflação de 2017. O mercado costuma utilizar o Índice Geral de Preços ao Mercado, o IGP-M, como referência para os reajustes para o ano seguinte. No ano passado, esse indicador teve queda de 0,53%, ou seja, este ano os aluguéis deveriam ficar mais baratos.

E foi justamente o que aconteceu na média das 15 cidades pesquisadas, sendo registrada uma queda de 0,69% no valor dos aluguéis durante o ano passado.

Demanda

“O que já começamos a perceber é um aumento na demanda por compra e venda de imóveis, tanto novos quanto usados. No momento em que isso crescer – o que deve acontecer ainda este ano pelas nossas avaliações – deve haver uma mudança nos preços. Mas no aluguel acreditamos que haverá uma permanência de preços”, conclui Mendonça.

Em 2016, a média dos valores dos aluguéis ficou negativa em 3,23% no País e -1,29% no Recife. Isso porque, mesmo com a inflação ainda alta daquele ano, o mercado já sofria com a queda da demanda, o que obrigou os proprietários e as corretoras a reduzirem os preços.

Mesmo com os resultados diferentes de um ano para o outro, Recife permaneceu como a capital mais rentável para locação pelo FipeZap. Esse desempenho é calculado pela razão entre o valor da locação por metro quadrado e o valor de venda. Enquanto a média das 15 cidades apresentou um percentual de 4,3% de rentabilidade, Recife obteve 5,%, atrás apenas de Santos (SP), com 6,5%.

Últimas notícias