Infraestrutura

Seminário traz palestrantes internacionais para discutir logística

Evento no Teatro RioMar vai debater estratégia de crescimento para Pernambuco

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 12/03/2018 às 5:00
Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Evento no Teatro RioMar vai debater estratégia de crescimento para Pernambuco - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Leitura:

O Teatro RioMar sedia hoje o evento Logística e Inovação: uma estratégia para Pernambuco. Realizado pelo Cone - Condomínio de Negócios, o evento tem abertura programada para 9h. O governador Paulo Câmara marca presença no encontro, que terá participação dos palestrantes internacionais Jorge Quijano (presidente do Canal do Panamá) e Yossi Sheffi (professor do MIT). A entrada é limitada aos participantes inscritos.

Realizado pelo Cone - Condomínio de Negócios, o evento vai abordar a vocação estratégica de Pernambuco para a logística e analisar maneiras de conectar novas tecnologias para gerar crescimento e buscar eficiência e padrão global de qualidade. Um dos desafios propostos pelo encontro é unir dois importantes ativos do Estado: o Porto de Suape e o Porto Digital. A proposta é aproximar os setores de logística e tecnologia para estimular o desenvolvimento de soluções para as empresas. Hoje, a tecnologia e a inovação são aliadas das companhias logísticas na redução de custos.

Durante o evento também será conhecida a Carta dos Portos, documento traz um conjunto de sugestões sobre como enfrentar os gargalos logísticos do Estado. “Discutimos questões como a importância do Arco Metropolitano e o que precisa para não ficar só esperando a Transnordestina”, diz o presidente do Cone, Marcos Roberto Dubeux. A carta foi elaborada em parceria com Porto de Suape, AD Diper, Amcham e Associação Brasileira dos Operadores Logísticos.

SUAPE

O Porto de Suape estará no centro das discussões. A ideia é debater porque apesar de sua posição estratégica privilegiada, o complexo não é a primeira parada de navios do comércio marítimo mundial. Com a ampliação do Canal do Panamá, concluída em junho de 2016, a expectativa é que o porto pernambucano se beneficie do atalho para a costa oeste dos Estados Unidos. “O que falta para que o porto passe a atender a essas demandas, o que precisa ser feito pelos setores públicos e privados? Esperamos responder a esses questionamentos no evento”, diz Marcos Roberto.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias