TARIFA ENERGÉTICA

Conta de luz dos pernambucanos ficará 8,41% mais cara

No ano passado, o reajuste foi de 8,85% para o cliente residencial

JC Online
JC Online
Publicado em 24/04/2018 às 13:25
Foto: Celpe/Divulgação
No ano passado, o reajuste foi de 8,85% para o cliente residencial - FOTO: Foto: Celpe/Divulgação
Leitura:

A partir deste domingo (29), a conta de luz dos pernambucanos ficará 8,41 mais cara para os consumidores residenciais. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu nesta terça-feira (24) o reajuste das taxas cobradas pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), após reunião colegiada entre os diretores do órgão. 

Para os Consumidores cativos, de baixa tensão, o reajuste será de em média 8,47%. Para os Consumidores Cativos, de alta tensão,  em sua maioria indústrias o reajuste médio será de 9,90%, com efeito médio de 8,89% para o consumidor. No ano passado, o reajuste foi de 8,85% para o cliente residencial.

Inflação

No ano passado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, fechou 2017 com alta acumulada de 2,95%, resultado 3,34 pontos percentuais inferior aos 6,29% de 2016, apresentando o menor número desde a taxa de 1998, quando ficou em 1,65%, ou seja, o reajuste tarifária das contas de energia em Pernambuco ficaram bem acima da média inflacionária.

 

Últimas notícias