DIFICULDADES NAS ESTRADAS

Ônibus para o interior de Pernambuco só em horários de pico, diz TIP

Empresa que administra o Terminal Integrado de Passageiros (TIP) informou que as viações estão com frota reduzida e trabalhando por demanda de passageiros

Fillipe Vilar
Fillipe Vilar
Publicado em 24/05/2018 às 17:17
Foto: Acervo JC Imagem
Empresa que administra o Terminal Integrado de Passageiros (TIP) informou que as viações estão com frota reduzida e trabalhando por demanda de passageiros - FOTO: Foto: Acervo JC Imagem
Leitura:

Por conta da greve dos caminhoneiros, as empresas de ônibus que fazem viagens intermunicipais de ônibus do Terminal Integrado de Passageiros (TIP) estão trabalhando com frota reduzida e apenas nos horários de pico nesta quinta-feira (24). A informação é da Socicam, empresa que administra o TIP. Segundo o gerente do Terminal, Gleibson Souza, as viagens estão atrasadas e saindo quando a demanda de passageiros é alta.

“Todas as empresas que fazem essas rotas intermunicipais estão operando em regime especial”, afirmou Souza. Um exemplo é a Expresso 1002, que está operando com o horário reduzido. Houve, também, uma diminuição na frota de ônibus da empresa na rua.

“A última viagem para Limoeiro está marcada para as 20h”, informou uma funcionária da 1002. O setor de operação da empresa afirmou que essa diminuição é para economizar combustível, pois o abastecimento não está chegando aos ônibus. “Depende também da demanda, a gente não vai botar carro na rua se não tiver passageiro” relatou um funcionário do setor.

Viagens para fora do Estado

Para as viagens intermunicipais, também há atrasos. “As viagens para fora de Pernambuco também estão com atraso, mas as empresas interestaduais estão operando com a frota normal”, relatou Gleibson Souza. Algumas destas empresas, segundo a Socicam, indicaram que, se a greve continuar, também vão reduzir a frota a partir de amanhã.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias