Ranking

Walmart já é uma marca cada vez mais assimilada pelos pernambucanos

Empresa passou por um reposicionamento nos últimos meses. Adoção do nome do grupo em substituição a marca Bompreço foi uma das ações

JC Online
JC Online
Publicado em 13/06/2018 às 7:01
Foto: divulgação
A Companhia também espera converter parte das lojas BIG e BIG Bompreço para as bandeiras Atacadão ou Sam’s Club. - FOTO: Foto: divulgação
Leitura:

Sete meses após passar por um processo de reformulação, a rede de hipermercados Walmart brilha no Prêmio JC Recall de Marcas como vencedora de duas categorias: Desempenho, pelo expressivo crescimento de recall em relação ao ano de 2017, e Supermercado, com a marca Bompreço.

A substituição do nome e do design da marca Bompreço, líder consolidada no segmento no estado há anos, pelo nome próprio do grupo nas unidades da Região Metropolitana do Recife, sem dúvida, foi a principal ação deste processo de recolocação da marca em Pernambuco. Mas o Walmart aproveita 2018 para investir também em outras frentes, entre elas a ampliação de suas lojas. Isso foi feito para garantir mais conforto para os clientes e melhorias na qualidade e diversidade dos produtos.

Somente em Pernambuco, o investimento previsto para este ano é de R$ 100 milhões, o que, somado a outros fatores, explica o destaque do Walmart diante dos concorrentes. “São mais de 58 anos de história construída sempre ao lado do consumidor. A responsabilidade é de superar cada vez as expectativas”, explica André Svartman, diretor geral de Marketing do Walmart.

As lojas foram divididas em três principais áreas: Mercearia e higiene/limpeza, perecíveis e não-alimentos/beleza. Na parte de mercearia, os produtos foram postos em palletts e em caixas prontas para exposição nas gôndolas, para facilitar a reposição e ampliar a produtividade.

“Procuramos oferecer aos nossos clientes o menor preço em qualquer momento do dia da semana, seja numa compra rápida de conveniência ou nas compras maiores e mensais”, detalha André Svartman.

Com relação ao investimento tecnológico, André destaca ainda o projeto de transformação do varejo. “Nossas lojas passam por um processo de reinvenção com o objetivo de oferecer uma experiência de compra diferenciada. Alinhado a esse projeto, em breve, o Recife receberá caixas de autoatendimento. O objetivo é reduzir o tempo de fila para pagamento, aumentando a produtividade do espaço e oferecendo uma nova experiência de compra”, adianta.

Das 450 lojas do Walmart existentes no Brasil, 65 ficam em Pernambuco, sendo 19 no Recife. São oito mil funcionários, trabalhando também em função da comunicação e do marketing das unidades locais da rede.

“Sabemos o que o nosso consumidor precisa e deseja diante do cenário econômico que atravessamos. Nossas campanhas são criadas para atender às necessidades dos nossos consumidores neste cenário de aperto econômico. As campanhas são um convite ao consumidor para vir às lojas e, com isso, ele mesmo comprova as vantagens do Preço Baixo Todo Dia - preços que se mantêm estáveis por períodos mais longos”, encerra André Svartman.

Últimas notícias