Indústria

Pernambuco terá fábrica de embalagens da Rio Bonito

Empresa paranaense vai investir R$ 15 milhões numa fábrica de embalagens no município de Bonito

Adriana Guarda ADRIANA GUARDA
Adriana Guarda
ADRIANA GUARDA
Publicado em 28/09/2018 às 17:31
Foto: Divulgação
Empresa paranaense vai investir R$ 15 milhões numa fábrica de embalagens no município de Bonito - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

A Rio Bonito Embalagens – empresa paranaense especializada na produção de embalagens para ovos e frutas – vai investir R$ 15 milhões na construção de uma fábrica no município de Bonito (Agreste de Pernambuco). A previsão é iniciar as obras até fevereiro de 2019 e começar a operar entre novembro de 2019 e fevereiro de 2020. Primeira indústria do grupo fora do Paraná, a unidade faz parte da estratégia da companhia de expandir sua atuação no Brasil, assumindo a liderança no segmento de embalagens para ovos. Num primeiro momento, a expectativa é gerar 150 empregos diretos, mas poderá chegar a 250 quando estiver funcionando com duas linhas.

“Nas nossas prospecções pelo Nordeste ficamos divididos entre Pernambuco, Rio Grande do Norte e Alagoas, mas nos definimos por Pernambuco por sua condição logística, infraestrutura e ambiente de negócios. O Estado é o quarto maior produtor de ovos do País, mas não dispõe de grandes indústrias de embalagens nas proximidades. A mais próxima está em Montes Claros, em Minas Gerais”, observa o coordenador de expansão do grupo Rio Bonito, Saulo Santos Maia de Farias. A fábrica local terá capacidade para produzir 180 milhões de unidades por ano para abastecer o mercado nordestino. A previsão é de que 70% da produção seja destinada ao setor avícola e 30% à fruticultura.

PARANÁ

Com 22 anos de mercado, a Rio Bonito conta com uma fábrica no município de Boa Ventura de São Roque, distante 250 quilômetros de Curitiba. Hoje a empresa se posiciona como a terceira maior do Brasil no setor de embalagens para ovos e quer alcançar o primeiro lugar com a fábrica pernambucana e a expansão da unidade paranaense. A matriz está recebendo investimento de R$ 9 milhões para aumentar em 30% a atual capacidade de produção de 400 milhões de unidades por ano. A expectativa é que a ampliação seja inaugurada em março do próximo ano.

“Sabemos que fomos ousados ao investir em um momento de recuperação da economia e de incerteza política, mas os mercados que atendemos estão pujantes e precisamos acompanhar. Em 2017 registramos aumento de 25% no faturamento e para este ano fizemos projeção de crescer 40%, mas vamos ficar nos 20% por falta da capacidade produtiva, que será resolvida com a fábrica pernambucana e a ampliação no Paraná”, diz Farias. Só a unidade de Bonito deverá aumentar o faturamento em 35%.
A assinatura do protocolo de intenções para a implantação da indústria aconteceu na última terça-feira, durante solenidade no Palácio do Campo das Princesas, com presença do governador Paulo Câmara.

Últimas notícias