AGRESTE

Construção de fábrica de tecidos em Bezerros deve gerar mais de 500 empregos

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta sexta (2), a chegada da empresa, que deve investir cerca de R$ 100 milhões no Estado

JC Online
JC Online
Publicado em 02/08/2019 às 12:24
Notícia
Foto: Marcelo Aprígio/JC Online
O Governo de Pernambuco anunciou, nesta sexta (2), a chegada da empresa, que deve investir cerca de R$ 100 milhões no Estado - FOTO: Foto: Marcelo Aprígio/JC Online
Leitura:

O município de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, ganhará até o fim deste ano uma nova indústria têxtil. A empresa cearense Nova Tecelagem e Fiação, do Grupo Santana Textiles, vai investir R$ 100 milhões na cidade com a construção de duas tecelagens da empresa. A expectativa é que o empreendimento gere 545 empregos diretos, quando a produção estiver operando plenamente. 

Na manhã desta sexta-feira (2), no Palácio do Campo das Princesas, o governador Paulo Câmara assinou o protocolo de intenções para operação da Nova Tecelagem e Fiação no Estado. Segundo Câmara, a empresa vai reforçar o polo têxtil do Estado, que conta com cerca de 250 mil profissionais voltados à produção de vestuários e roupas de cama, mesa e banho. 

“A empresa já tem uma atuação nacional muito forte e agora se instala em Pernambuco para reforçar toda cadeia produtiva do pólo da confecção, que já conta com várias cidades do Agreste, entrando com muita força em Bezerros. Com isso, ampliamos a vocação que Pernambuco tem nesta área”, afirmou o governador. 

De acordo com o diretor-presidente do Grupo  Santana Textiles, Waldemar Loureiro, as obras de construção da fábrica serão iniciadas em dezembro deste ano e deverão ser concluídas em 2022. No entanto, a empresa espera iniciar a produção ainda em 2019. “Poderemos entregar alguns tecidos ainda neste ano”, disse Loureiro.

Para o prefeito de Bezerros, Breno Borba, a chegada da fábrica de tecidos na cidade é importante, porque ajuda a melhorar a renda da população do município. “No momento de crise que o País vem passando, a chegada de uma empresa deste porte é importante para a cidade, pois gera mais de 500 empregos diretos no município. Com isso, Bezerros entra de fato de Pólo de Confecções, o que melhora o rendimento das famílias bezerrenses”, falou.

PRODUÇÃO

Inicialmente, deverão ser empregadas cerca de 250 pessoas na unidade da Nova Tecelagem e Fiação em Bezerros. Até o final de 2021, a expectativa é que a produção da fábrica seja de 1,2 milhão de metros do tecido Denim e 700 mil quilos de fios.   

Com a assinatura do protocolo de intenções nesta sexta, a empresa cearense aderiu ao Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe), que prevê crédito de até 90% sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O GRUPO

O grupo Santana Textiles está no mercado há cerca de 49 anos, quando começou com a fabricação de redes para dormir. No início dos anos 1980, a companhia decidiu voltar a produção para o processo open-end, abrindo espaço para a produção de fios de algodão. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias