ELÉTRICA

Moto elétrica desenvolvida por empresa pernambucana roda 60 km gastando R$ 1

Startup Voltz quer popularizar seu veículo elétrico com vendas pela internet e baixo custo

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 27/11/2019 às 8:09
Foto: divulgação
Startup Voltz quer popularizar seu veículo elétrico com vendas pela internet e baixo custo - Foto: divulgação
Leitura:

A startup pernambucana Voltz lançou nesta terça-feira (26), no Recife, uma moto tipo scooter totalmente elétrica. A Voltz EV-1 é o resultado de um investimento de R$ 8 milhões e três anos de pesquisa. “Abrimos um show-room em Boa Viagem apenas para a exposição, mas queremos manter a venda apenas pela internet”, explica Manoel Fonseca, que “cuida da experiência da marca”, como ele define seu cargo na empresa.

O modelo de venda da Voltz é semelhante ao dos carros Tesla, que revolucionaram o mercado norte-americano. “A diferença é que o Tesla não é para todo mundo, e nós tivemos desde o início a ideia de fazer um produto acessível”, diz Manoel. A EV-1 custa R$ 9.450. O plano de expansão da marca prevê a venda de franquias com shows-rooms compactos montados em containers. As franquias custam a partir de R$ 55 mil. A Voltz é montada na fábrica que fica no Cabo de Santo Agostinho (PE) e a entrega para encomendas no Recife leva de três a dez dias, segundo o fabricante.

ELÉTRICA

A bateria de lítio da moto pode ser carregada em qualquer tomada. A carga completa leva cerca de quatro horas e permite autonomia de até 60 km com um custo de menos de R$ 1 de energia, segundo a Voltz. A moto precisa ser emplacada e o condutor habilitado para a categoria ciclomotor ou motocicleta. A Voltz se beneficia da política de incentivo do governo estadual para veículos elétricos e é isenta de IPVA.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias