Mais um ponto turístico

Porto de Galinhas ganha farol turístico de 14 metros de altura

Lá de cima, tem-se uma visão arrebatadora das piscinas naturais e arredores de Porto em 360 graus

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 05/01/2020 às 19:53
Notícia
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Todo destino turístico maduro precisa criar novos atrativos para continuar despertando o interesse de visitantes. É assim em Porto de Galinhas, que a cada ano busca se reinventar para permanecer na lista de desejos dos turistas. Em 2020, a maior novidade da vila é um farol de 14 metros de altura instalado dentro da área do Muganga Bistrô.

Leia mais: Famosos banhos romanos inspiram terapias do Amay Wellness Spa, em Porto de Galinhas

Leia mais: Confira roteiro de catamarã pelo Litoral Norte de Pernambuco

Leia mais: Soluções Urbanas - Turismo no litoral de Pernambuco vive duas realidades

Divulgação
Do alto, uma vista arrebatadora das piscinas naturais e arredores de Porto - Divulgação
Divulgação
Ideia surgiu da paixão dos empresários Carol Vasconcelos e Ricardo Barreto por faróis - Divulgação
Divulgação
Acesso se dá por elevadores. Entrada custa R$ 15 e R$ 7 (meia-entrada) - Divulgação
Divulgação
Farol de 14 metros de altura é novidade de Porto de Galinhas nesta temporada - Divulgação
Divulgação
Farol está instalado dentro da área do Muganga Bistrô - Divulgação

Lá de cima, tem-se uma visão arrebatadora das piscinas naturais e arredores de Porto em 360 graus. A ideia surgiu da paixão dos empresários Carol Vasconcelos e Ricardo Barreto por faróis. "E da necessidade de trazer inovação para o balneário", arremata Carol.

O investimento foi de R$ 900 mil. Lançado há cerca de duas semanas, o equipamento já atrai cerca de 70 pessoas por dia.
O acesso, por elevadores, custa R$ 15 e R$ 7,50 (meia-entrada), com direito a 20 minutos de permanência. Funciona das 11h às 18h.

Conheça um pouco mais sobre Porto de Galinhas

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias