Dicas e informações de viagens, férias e turismo
Turismo de Valor

Descubra dicas de viagem e roteiros para as férias, além dos destinos e atrações que estão em alta no turismo.

AVENTURA

Reserva ecológica oferece atividades radicais no Litoral Norte de Pernambuco

A partir de fevereiro a estrutura irá contar com parede de escalada com rapel, circuito de cordas, trilha suspensa e tirolesa molhada

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 29/01/2020 às 13:50
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
FOTO: Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Leitura:

Seis nascentes de água alimentam um açude de oito hectares rodeado de Mata Atlântica. No entorno desse pequeno paraíso, nasceu em 2003, no município de Goiana, a Reserva Ecológica Aparauá, cuja área total é de 340 hectares. De propriedade rural com atmosfera de casa de campo, o empreendimento agora se prepara para se tornar um parque e, em um futuro próximo, agregar hotelaria e projetos imobiliários.

>> Reserva ecológica oferece atividades radicais no Litoral Norte de Pernambuco

>> Litoral Norte de Pernambuco terá rota turística de sol, mar, ecoturismo e aventura

>> Confira roteiro de catamarã pelo Litoral Norte de Pernambuco

A partir de fevereiro, chegam os novos equipamentos, que demandaram investimentos de R$ 800 mil via financiamento do Banco do Nordeste (BNB).

Parede de escalada com rapel, circuito de cordas, trilha suspensa, tirolesa molhada de mais de 100 metros e bola d’água se somam à estrutura já existente, que conta com quadriciclos, pedalinho, bikeboat, caiaque, stand up paddle, além de trilhas em meio à natureza.

“Proporcionar um dia feliz às pessoas não tem preço”, diz um dos proprietários, João Petribu. “Vamos criar também um passaporte para fidelizar a visitação e estamos desenvolvendo parcerias com outros prestadores de serviços locais”, completa.

Das cerca de 400 pessoas que visitam a reserva por dia nos fins de semana, a expectativa é que o número suba para 600 visitantes diários após o Carnaval. Durante a semana, o espaço só funciona para grupos fechados.

Em média, o preço das atividades varia de R$ 10 a R$ 25.

A próxima etapa é a construção dos primeiros 40 bangalôs de 42 metros quadrados, que demandarão investimentos R$ 5 milhões, além de 120 apartamentos. As outras fases do investimento estão previstas para até 10 anos e incluem unidades hoteleiras e habitacionais dentro do conceito de timeshare e propriedade compartilhada.

Goiana

 

A cidade tem 22 quilômetros de praias, navios naufragados e três colônias de pescadores. No ano passado, implantou o seu Conselho de Turismo e, dessa forma, conseguiu permanecer no Mapa do Turismo do Ministério do Turismo.

Foto: Mona Lisa Dourado/JC
A Reserva Ecológica Aparuá, cuja área total é de 340 hectares. - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
O local tem propriedade rural com atmosfera de casa de campo - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
A partir de fevereiro chegam os novos equipamentos, que demandaram investimentos de R$ 800 mil via financiamento do Bando do Nordeste (BNB) - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Parede de escalada com rapel fará parte da nova estrutura - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
A Reserva já conta com que conta com quadriciclos, pedalinho, bikeboat e caiaque stand up paddle - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Trilhas em meio à natureza também são atrações - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Na foto, a família Petribu, dona do empreendimento visitado por cerca de 400 a cada fim de semana - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
A expectativa é que o número suba para 600 após o Carnaval - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Em média, o preço das atividades varia de R$ 10 a R$ 25. - Foto: Mona Lisa Dourado/JC
Foto: Mona Lisa Dourado/JC
A próxima etapa é a construção de 40 bangalôs - Foto: Mona Lisa Dourado/JC

Últimas notícias