painel

Seminário Soluções Urbanas proporciona rica troca entre profissionais do turismo

O seminário aconteceu no auditório do SJCC e integra as comemorações dos 100 anos do JC

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 28/11/2019 às 12:29
Notícia
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Turismo é hospitalidade, lazer, experiências, intercâmbios, mas também negócios. A potencialidade econômica do setor foi debatida, nessa quarta-feira (27), no segundo seminário Soluções Urbanas, realizado pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC). No encontro, as centenas de pessoas que lotaram o auditório da empresa, no bairro de Santo Amaro, no Recife, tiveram oportunidade de participar de uma rica troca de experiências com profissionais envolvidos nesse negócio, que movimenta 10% do PIB mundial.

Dividido em dois painéis, o encontro tratou, inicialmente, sobre “O Turismo e a Economia”. O ponto de partida foi a discussão sobre como as cidades podem se tornar mais competitivas na atividade turística. O assunto foi abordado pela consultora Marcela Pimenta, que ressaltou a dificuldade de encontrar números consolidados sobre o turismo de cada destino, para definir planos de ação assertivos. “É um setor complexo, disperso, tem uma cadeia produtiva imensa e falta muita colaboração para você ter dados consistentes. E informação é ouro. Com mais informações, pode-se fazer mais”, aponta Pimenta.

Em seguida foi a vez de o diretor de Relações Institucionais e Alianças da Azul Linhas Aéreas, Marcelo Bento Ribeiro, pontuar sobre a necessidade de um destino ser plural em sua oferta turística e a importância de se ter conexões aéreas para fomentar o setor. O executivo mostrou, ainda, o quanto mercado de aviação pode crescer no País e impulsionar o turismo. “Cada R$ 1 gasto numa viagem, reverbera 5 vezes no turismo, 8 vezes na economia e 10 vezes em empregos. É uma área a se investir, porque ainda temos potencial de crescimento”, incentiva Ribeiro. “Pernambuco hoje está à frente de outros Estados no Nordeste em relação à mobilidade de aviação”, pontuou. A Azul Linha Aéreas montou um hub no Aeroporto do Recife em 2016 e hoje conecta a capital diretamente a 30 destinos nacionais e quatro internacionais.

A secretária de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, Ana Paula Vilaça, aproveitou seu espaço para mostrar como o Recife, reconhecido pela atrações de visitantes a negócios ou eventos, tem se destacado pela Turismo Criativo. Segundo ela, a cidade tem buscado oferecer ao visitante experiências que vão além do comum e que ativem comunidades da cidade em torno do turismo. “Estamos colocando em prática ações que foram definidas no Plano de Turismo Criativo, algo que só Recife, Porto Alegre e Brasília têm. No entanto, uma pesquisa feita em parceria com a universidade mostra que 78% das pessoas não conhecem esse tipo de turismo”, comenta Vilaça.

Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
O Seminário Soluções Urbanas - Turismo aconteceu no auditório do SJCC - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Experiências Consolidadas

Já a segunda rodada do seminário abordou “Experiências Consolidadas”. Foi a vez de o prefeito de Gramado (RS), João Alfredo Bertolucci, do diretor geral de Turismo de Salvador, Antônio Barreto Júnior, e da secretária executiva do Conselho de Turismo de Paraty (RJ), Laíse Costa, contarem como têm atraído visitantes e servido de inspiração para outros destinos.

A primeira cidade a mostrar suas experiências foi Salvador. Segundo levantamento da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), a capital baiana lidera o interesse de turistas no Brasil para o Verão 2020 e deve atrair 2,8 milhões de turistas na alta estação. “Salvador está na moda. Isso é fruto de todo investimento quem tem sido feito em requalificações. Diversos pontos turísticos estão de cara nova”, afirma Barreto Junior, que falou sobre como vender o destino usando marketing. É nesse campo, inclusive, que a cidade está concorrendo na final do Prêmio Nacional do Turismo 2019. O projeto Visit Salvador da Bahia aguarda o resultado na categoria Marketing e Comercialização do Turismo. A cerimônia de premiação será realizada no dia 4 de dezembro.

A relação próspera entre os entes públicos e privados em prol do turismo em Gramado foi o tema discutido pelo prefeito da cidade. O município da Serra Gaúcha recebe cerca de 6,5 milhões de visitantes por ano e tem buscado, através de concessões e estímulos às empresas, potencializar o destino de forma que ele seja procurado em todas as épocas do ano. “Não tem como o poder público de Gramado, com cerca de 36 mil habitantes, manter sozinho esse fluxo. Por isso, esse trabalho parceiro é necessário. Estamos em posição de cobrar que os empreendimentos deixem um legado, respeitando os princípios da sustentabilidade”, avalia Bertolucci.

Já a histórica cidade de Paraty, no litoral Sul do Rio de Janeiro, vem se destacando por suas potencialidades naturais e pelo polo gastronômico. O destino também tem buscado fortalecer suas raízes históricas, sem esquecer de olhar para o futuro. “Paraty foi uma cidade construída para o turismo. É turística por natureza. Temos buscado oferecer qualificação aos profissionais do trade, melhorar a acessibilidade dos turistas. Mas ainda há muito o que fazer”, afirma Laíse Costa, que apresentou em primeira mão o calendário turístico para o ano de 2020, além do mapa estratégico da cidade.

Após as apresentações, os convidados responderam perguntas do auditório sobre segurança nos destinos turísticos, infraestrutura e acessibilidade. O professor de geografia Fábio Soares Cardoso, 38 anos, esteve presente na plateia e ressaltou a importância de debater o turismo como negócio. “A iniciativa é louvável e importante, principalmente por trazer pessoas de setores diversos para debater um assunto que pode impulsionar a economia da cidade, do Estado e do País”, elogia. O prefeito de Triunfo, no Sertão de Pernambuco, João Batista, também se inscreveu para o evento com o objetivo de buscar exemplos que possam servir à sua cidade. “Triunfo tem se beneficiado muito com o turismo. Vendo exemplos como Gramado, podemos ter certeza de que esse setor pode impulsionar um município como o nosso. É um momento de aprendizado”, diz Batista.

O Seminário Soluções Urbanas - Turismo conta com o apoio da CVC.


Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias