Futebol

Klose anuncia a sua aposentadoria da seleção alemã

Jogador é o maior artilheiro da história da seleção alemã

Giovanna Torreão
Giovanna Torreão
Publicado em 11/08/2014 às 10:37
Foto: Thomas Kienzle / AFP
Jogador é o maior artilheiro da história da seleção alemã - FOTO: Foto: Thomas Kienzle / AFP
Leitura:

Campeão da Copa de 2014, na qual se tornou o maior artilheiro da história dos Mundiais, com 16 gols marcados ao total, Miroslav Klose anunciou oficialmente nesta segunda-feira a sua aposentadoria da seleção da Alemanha. O atacante de 36 anos, que balançou as redes por duas vezes na competição realizada no Brasil entre junho e julho, confirmou seu adeus ao time nacional por meio de comunicado divulgado pela Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão).

Autor de um dos gols da Alemanha no humilhante 7 a 1 sofrido pelo Brasil na semifinal da Copa, Klose também é o maior artilheiro da história da seleção alemã, com 71 gols em 137 partidas disputadas. Ele estreou com a camisa do país em março de 2001, então marcando um gol diante da Albânia.

Depois disso, disputou quatro edições da Copa do Mundo pela Alemanha, pela qual se sagrou vice-campeão mundial em 2002, foi terceiro colocado em 2006 e 2010 e depois finalmente ficou com o título em 2014. Título este que o deixou plenamente convencido de que essa é a hora certa para se aposentar do time nacional.

"Com o título no Brasil eu cumpri o meu sonho de infância. Estou orgulhoso e feliz de ter podido participar deste grande êxito para o futebol alemão", afirmou Klose, por meio da DFB. "Desfrutei de um tempo único e maravilhoso na seleção nacional, com muitos momentos inesquecíveis. Nas últimas semanas eu usei para recordá-los e desfrutá-los. Para mim não pode haver um momento mais belo para encerrar meu capítulo (da sua carreira) com a seleção", completou.

Klose também deixou claro que não se vê mais motivado a buscar novos feitos com a camisa da seleção alemã, pela qual poderia ter como próximo objetivo a conquista da Eurocopa de 2016. Os germânicos não alcançam o título continental desde 1996.

"Com a seleção nacional alcançamos o nosso grande objetivo, um objetivo que tivemos junto com o time. Também alcancei os objetivos que havia estipulado a mim mesmo", enfatizou o jogador lembrando também que cumpriu bem a sua função como jogador de frente da Alemanha. "Sou atacante e a tarefa de um atacante é marcar gols. Para mim nunca se tratou de recordes, mas de dar o melhor de mim para o time. Como atacante dependo dos meus companheiros. Por isso quero agradecer aos meus colegas de seleção", reforçou.

Ao marcar duas vezes no Mundial realizado no Brasil, Klose ultrapassou Ronaldo, que até então era o maior artilheiro da história das Copas, com 15 bolas na rede. Em 2002, o atacante alemão encarou o brasileiro na final realizada no Japão na qual a seleção dirigida por Felipão se consagrou pentacampeã do mundo. Na ocasião, Ronaldo fez os dois gols que asseguraram o triunfo por 2 a 0 sobre os alemães.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias