COPA PERNAMBUCO

Com portões fechados para torcida, atletas do Retrô prestigiam final da Copa Pernambuco

Tiago Costa, novo contratado do Retrô PE, acompanhou a final entre Santa Cruz x Náutico

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 06/12/2019 às 18:12
Notícia
Foto: Léo Lemos/ Náutico
Tiago Costa, novo contratado do Retrô PE, acompanhou a final entre Santa Cruz x Náutico - FOTO: Foto: Léo Lemos/ Náutico
Leitura:

Em uma final de competição, espera-se a presença da torcida. Mesmo sendo um torneio com menos pompa, como a Copa Pernambuco, um Clássico das Emoções tem poder de atrair o torcedor. Porém, com portões fechados no Centro de Treinamento do Retrô, Santa Cruz e Náutico se enfrentaram apenas aos olhares de dirigentes, comissão técnica, jornalistas, convidados e atletas do time anfitrião.

Vários jovens das categorias de base do time de Camaragibe estiveram conferindo o clássico, seja antes ou depois do treino. Quem também prestigiou o clássico foi o lateral-esquerdo Tiago Costa, que vestiu a camisa dos dois clubes finalistas. O atleta foi recém contratado pelo Retrô para a disputa do Campeonato Pernambucano.

Não importava se era jogo de categorias de base, com o Sub-23 coral e o Sub-20 alvirrubro. Cada dividida ganha era comemorada, reclamações por falta e provocações foram bastante presentes. Ora com um clima animado do lado de fora, ora mais nervoso dentro de campo.

Destaca-se também a "resenha" entre o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, e o vice-presidente de futebol do Náutico, Diógenes Braga. Durante o intervalo, eles se cumprimentaram e comentaram sobre o duelo. Entre uma brincadeira e outra, o momento de seriedade tomou conta para a segunda etapa.

PELO NÁUTICO

Do lado do Náutico, o técnico Gilmar Dal Pozzo, o executivo de futebol Ítalo Pontes e Diógenes Braga comentavam sobre o desempenho dos pratas da casa. O mesmo do lado coral, onde Constantino Júnior, o executivo Nei Pandolfo e o coordenador técnico Thiago Duarte avaliavam as crias da Cobra Coral.

Com a virada, a vibração tricolor foi grande. E a empolgação passou para o campo, onde os jogadores seguraram o resultado e conquistaram o título. Vibração por parte dos jogadores, que fecharam bem a participação na Copa Pernambuco com o título e passaram pelos testes em busca de uma vaga na equipe profissional em 2020. Do lado do Náutico, bons valores apareceram da mesma forma. Mesmo saindo com a derrota, a geração que se apresenta deve render frutos para a equipe em pouco tempo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias